A primeira paralisação na era Mário

Nesta terça-feira, 19, acontecerá a primeira medição de forças entre a administração Mário Hildebrandt (PSB) e os servidores públicos municipais, que realizam paralisação de um dia. Eles protestam pelo não pagamento da reposição da inflação, 1,69%, que era para ser pago na folha de maio, data base da categoria. A Prefeitura acenou pagar na folha de janeiro de 2019, alegando falta de caixa por conta da perda de receita.

Segundo dados do próprio Município, 49 postos de saúde, 22 CEIs e 11 escolas estarão totalmente fechadas. Muitas unidades funcionarão parcialmente e algumas plenamente. A lista você confere aqui.

Muita gente da Prefeitura atribui uma conotação política a greve, por conta do Sintraseb. É fato que a direção do sindicato é composta por pessoas filiadas ao PT, mas não é isso que move os servidores públicos.

Ninguém gosta de ter um direito desrespeitado, apesar das alegações oficiais de penúria das contas públicas.

3 Comentário

  1. Falta dinheiro, porque estes funcionários e sindicato não fiscalizam o desperdício do dinheiro publico, já que os vereadores não fazem, ninguém melhor que eles que estão ligados diretamente ao controle, pode ser que uma função gratificada os deixa cegos?

  2. Bem isso, não é isso que move os servidores, tanto que muitos nem querem mais participar justamente por sempre virar um comicio ou algo político. Mas direitos devem ser cumpridos e essa e a nossa maneira de lutar.

  3. Porque o funcionalismo público concursado não exige do prefeito o fim dos cargos comissionados ,que só servem como cabide de emprego , na prefeitura e câmara .
    Porque não cobram os vereadores sobre este assunto, com certeza sobraria recursos para a prefeitura pagar os servidores .

    Porque não o fazem ? Com certeza teriam o apoio da população e mostrariam quem realmente são os vereadores de Blumenau , principalmente em ano de campanha .

    Quanto aos sindicatos , melhor não comentar , não servem para nada além de induzir greves .

Deixe uma resposta