Todos tem(os) razão nestes tempos de pandemia

Foto: Facebook Fábio Wollstein

Neste fim de semana, vi nas redes sociais alguns donos de restaurantes mostrando fotos dos supermercados lotados (o Fort Atacadista é o caso mais emblemático, estive lá também e desisti). Estes proprietários reclamavam do fato de serem obrigados a ficarem fechados no sábado e domingo (nos demais dias a partir das 17h) e atenderem apenas via delivery.

Neste fim de semana publicamos um artigo contrário a possibilidade da retomada das aulas nas escolas particulares, situação que está sendo aventada por alguns setores. Nos comentários, li de pessoas ligadas a instituições de ensino reclamando e trazerem a tona o fato que, com estes espaços fechados, cresce o número de “creches” clandestinas, sem as devidas regulamentações e fiscalizações.

Ambos tem razão nos seus pontos de vistas. A grande maioria dos estabelecimentos neste dois segmentos estaria apto a retornar suas atividades, com segurança e seguindo todo protocolo sanitário.

Com relação aos donos de restaurantes, com o agravamento de verem os estabelecimentos abertos nas cidades vizinhas e litorâneas, que acabam recebendo muitos blumenauenses.

Então é culpa da Prefeitura? Entendo que não. O objetivo é tentar evitar a disseminação do vírus, com menos pessoas circulando nas ruas e com respeito ao limite de pessoas determinado a cada estabelecimento. Está tentando frear no que é possível frear e, por consequência, penalizando muitos empresários que fazem o dever de casa certinho.

E tentando despertar a consciência da população, isso sim que me parece mais difícil. O que falta realmente – e aí penaliza os restaurantes, bares, escolas, comércio, todo mundo – é a falta de bom senso das pessoas, que não enxergam ou não querem enxergar a gravidade do momento que vivemos.

Falta é empatia!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta