O emprego de Haddad, a pesquisa sobre a Previdência, tucanos e o governo Bolsonaro

O emprego de Haddad

Fernando Haddad, ex-candidato à Presidência, é o novo chefe do NAPP (Núcleos de Acompanhamento de Políticas Públicas), cargo criado no PT que tem a missão de verificar as ações do governo Bolsonaro.

Pesquisa sobre a Previdência

Uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (11) pelo banco PTG Pactual, mostra que a maioria do Congresso é a favor de uma reforma do sistema de aposentadorias. No entanto, a maior parte dos parlamentares não aprova a idade mínima igual, de 65 anos, para homens e mulheres.

O levantamento foi realizado entre os dias 4 e 8 deste mês, com 235 deputados federais e 27 senadores, pelo Instituto FSB Pesquisa. Na Câmara, 82% dos entrevistados responderam ser favoráveis a que se reforme a Previdência, enquanto no Senado esse índice chegou a 89%.

O PP e o PSDB tiveram 100% de apoio à reforma. O índice é maior que o do PSL (92%), partido do presidente.

Tucanos no governo não

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) voltou a defender que o partido se afaste de “de visões de extrema-direita” que estão presentes no Planalto.

Isso em meio a aproximação do governador de São Paulo João Dória com o governo Bolsonaro.

Boechat

Perdemos uma voz lúcida, um comentário justo, um grande jornalista!

Resumo do Brasil: o emprego de Haddad, a pesquisa sobre a Previdência, tucanos e o governo Bolsonaro.

Fonte: G1, Folha e UOL.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta