Décio Lima no PDT?

Conversei com o deputado federal Décio Lima (PT) na manhã deste domingo, 14.  Quando eu disse o motivo do contato, Décio brincou. “Mas o Informe não é de Blumenau? O que você quer saber de mim”, lembrando, descontraidamente, seu domicílio eleitoral recente em Itajaí.decio

Brincadeiras a parte, todos sabemos da influência política do ex-prefeito no PT de Blumenau. Tem força eleitoral e base de apoio e relacionamentos consolidadas. Dá as cartas desde 1997, quando começou seu primeiro mandato na Prefeitura.

É peça chave no tabuleiro eleitoral e sabe do seu peso político. Como o prazo para troca de partido está chegando ao final, as especulações tomam conta dos bastidores.

Confirmou a informação de ter conversado com o deputado Rodrigo Minotto, presidente do PDT estadual,  e o ex-ministro Manoel Dias, neste fim de semana.

” Muito difícil deixar o PT”, foi uma das expressões da conversa com o deputado, tirada a fórceps. Com a tarimba que a trajetória política lhe deu até agora, sabe sair pela tangente.

Quem tem que sair do PT é quem fez errado”, ressaltou também, lembrando os pontos positivos da inserção do partido na sociedade brasileira.

Destacou a importância histórica do PDT e a afinidade com o projeto político original do PT. Mas faz questão de destacar a própria representatividade: “Sou maior que o PDT”, referindo-se ao patrimônio eleitoral adquirido, com base de apoio junto a vereadores, prefeitos e até em nível nacional.

Mas não fecha as portas. Lembra que as construções de hoje devem repercutir estadualmente em 2018.

A construção do PT em Blumenau passa também por Itajaí. E vice-versa.

Passa por Décio Lima, aqui e lá.

Mesmo que internamente alguns não gostem.

 

 

7 Comentário

  1. Político em época de eleição só fala aquilo que lhe convém , não é possível acreditar em nada, dependendo para onde o vento soprar , ajustam suas velas e dizem que era necessário a mudança para o bem da população ( Leia-se “Pessoal” ) .Acreditar em político no Brasil é o mesmo que acreditar que o trenó do Papai Noel vai atropelar o Coelhinho da Páscoa .

  2. Se é para sair quem fez errado……

    Não vai sobrar um pra contar a história. vão abandonar o navio como ratos

  3. Recruta Zero ? Olha só, vou reativar meu “fake”, afinal os “Comentários estão na berlinda”

    Em 21/10/2015, dizia o Informe Blumenau:

    ” mas não entendo ser esta uma justificativa para abrir espaço para determinadas situações: manifestações preconceituosas, ofensas pessoais, acusações sem as devidas comprovações e os “fakes”, gente esclarecida que acha legal falar dos outros com uma máscara, escondendo a identidade e, também, os interesses.”

    O que o Recruta Zero tem que eu não tenho ?

  4. Recruta é nome e Zero sobrenome ? Mais uma pessoa que se esconde por trás de alcunha, quem tem opinião não se esconde .

  5. Olá Leandro, segue a resposta ao mesmo questionamento feito pelo Rubens Serpa. O Recruta Zero tem um contato de e mail que parece válido, critério adotado pelo Informe até agora para publicar comentários, com eventuais deslizes. É Recruta Zero mas poderia ser João, Maria, Leandro ou Rubens. De qualquer forma falarei com ele.

  6. Assim como podia ser Névtelen, André ou Carlos, certo? Usar um método empírico para determinar “fakes” na minha opinião, é desrespeitar o teu leitor.

    Moderar comentários para barrar manifestações preconceituosas, ofensas pessoais, acusações sem as devidas comprovações, concordo, agora, não publicar opiniões coerente porque tu não conhece o email ou o nome de quem postou, dai é desrespeito puro com teu leitor. Acho que essa posição precisa ser revista, ainda mais vindo do Informe Blumenau, um dos escassos meios imparciais de comunicação que ainda temos.

Deixe uma resposta