Câmara de Blumenau aprova projeto que reconhece atividade religiosa como essencial e veta o de combate a Fake News

Na sessão desta terça-feira, 02, a Câmara aprovou, em segunda votação, o projeto de autoria do vereador Jovino Cardoso (SD), que institui o reconhecimento da atividade religiosa como essencial em Blumenau, em tempos de crise ocasionados por moléstias contagiosas e catástrofes.

Os vereadores ainda rejeitaram o projeto de autoria do vereador Alexandre Caminha (SD), que visava proibir a divulgação ou compartilhamento de notícia ou informação falsa que afete interesse público ou vise obtenção de vantagem, no âmbito do município de Blumenau.

Segundo o autor, a liberdade de expressão não pode ser confundida com ameaça, calúnia, com ataques às pessoas físicas e jurídicas, autoridades e instituições. “A democracia precisa amadurecer e nós enquanto vereadores precisamos fazer a nossa parte”, frisou.

1 Comentário

  1. Que vergonha. Os bolsonaristas, claro q querem defender as fakenews e os templos q arrecadam dinheiro pra pagar as campanhas eleitorais. Deveriam e fazer os templos pagarem impostos.

Deixe uma resposta