Avaliação das instituições de ensino superior em 2015

Anualmente o Ministério da Educação divulga o índice das faculdades e universidades de todo o país. Ele é feito considerando o desempenho dos alunos nas avaliações de desempenho, análise do quadro docente, além de outros indicadores. Confira os detalhes do resultado e a tabela com os resultados da região, no release que recebemos da New Age:

MEC divulga ranking com as melhores universidades para estudar no Brasil

Assim como os estudantes estão acostumados a serem avaliados por meio de provas na escola, Enem, vestibulares ou outros processos seletivos, as instituições de ensino também passam por avaliações e ganham notas que podem indicar a qualidade do ensino oferecido. Uma das mais importantes avaliações é o Índice Geral de Cursos (IGC), que foi divulgado no dia 18, no Diário Oficial da União, pelo Ministério da Educação (MEC). “É uma ferramenta poderosa que o aluno tem a seu dispor para avaliar em qual universidade irá fazer o curso escolhido”, diz o diretor dos polos de Blumenau e Jaraguá do Sul da Unicesumar, Adriano Albano.

O IGC é divulgado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), do MEC, e o instrumento é construído com base em uma média ponderada das notas dos cursos de graduação e pós-graduação de cada instituição brasileira. Assim sintetiza em um único indicador a qualidade de todos os cursos de graduação (presenciais e a distância), mestrado e doutorado da mesma instituição de ensino.

A nota do IGC varia de 1 a 5. O MEC leva em consideração, principalmente, as notas do ENADE dos cursos de instituição de ensino dos últimos três anos, sejam presenciais ou a distância. Uma instituição pode ter uma boa nota em um ou outro curso, mas só se tiver uma média muito boa em todos os cursos oferecidos, é que acaba tendo uma boa nota no IGC. O índice leva em consideração, ainda, a quantidade de mestres e doutores de uma instituição de ensino superior.

Em Blumenau e em Jaraguá do Sul, a Unicesumar ganhou destaque, com nota 4, em primeiro lugar na lista, com o maior conceito do Ministério da Educação entre todas as instituições particulares de ensino presencial e a distância. “O MEC exige que 30% do corpo docente seja formada por mestres e doutores, os 70% restantes podem ser de especialistas (pós-graduados). A Unicesumar, que obteve o maior conceito entre as principais instituições presenciais e a distância particulares, tem 80% de mestres e doutores. Poucas instituições no Brasil conseguem manter o mesmo nível de qualidade do ensino presencial na educação a distância”, diz Albano.

Com 26 anos de atuação, a Unicesumar é uma das maiores instituições de ensino superior do Brasil. A instituição também foi destaque neste ano no Guia do Estudante da Editora Abril, com 21 cursos entre os melhores do País, totalizando 70 estrelas para a instituição. Este índice é superior ao do ano passado, quando 20 cursos foram classificados e 66 estrelas conquistadas.

Este ano o destaque ficou por conta dos cursos de Administração e Processos Gerenciais que receberam 4 estrelas, assumindo a ponta na classificação junto com a FURB, em comparação com outras universidades de Blumenau, que, inclusive, oferecem cursos presenciais. O curso de Ciências Contábeis também foi destaque na classificação, como o segundo melhor da região, conforme o Guia do Estudante, mas, de acordo com os dados do MEC, obteve nota superior ao das outras instituições.

Em pesquisa da Associação Brasileira dos Estudantes de Educação a Distância (ABED), a Unicesumar tem nota máxima em satisfação dos alunos, em todo o Brasil. Hoje, está presente em 12 estados brasileiros e possui 50 cursos de graduação no presencial e 37 no EAD. Em Santa Catarina, atua em Blumenau, Jaraguá do Sul, Florianópolis, Balneário Camboriú, São Bento do Sul, Lages e Ituporanga. “Podemos observar que instituições que têm educação a distância e presencial conseguem ter notas melhores que instituições somente presenciais. Isso mais uma vez confirma que, em instituições sérias, a qualidade do ensino a distância é a mesma do ensino presencial. Não há mais diferenças”, comenta Albano.

Confira o resultado na região:

avaliacao_mec_2015

Fonte: Liliane Bento / New Age

1 Comentário

Deixe uma resposta