Governo de SC apresenta proposta de reajuste da tabela do magistério

Foto: Bruno Collaço/Agência ALESC

O Governo do Estado apresentou na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira, 19, o projeto de reajuste da tabela do magistério, permitindo que professores com mais qualificação e tempo de carreira tenham a valorização devida. Quando aprovada, vai permitir que um professor da rede estadual, em fim de carreira e com doutorado poe exemplo,, receba cerca de R$ 11 mil. Hoje o salário é de R$ 7 mil aproximadamente.

Além disso, o Governo apresentou a proposta de investir em bolsas de pós-graduação aos profissionais, garantindo a oportunidade para a progressão na carreira. A proposta beneficia mais de 77 mil servidores.

A proposta foi construída com a participação da comissão mista da Assembleia Legislativa  que trata da revisão salarial dos servidores públicos estaduais. O projeto apresentado garante um reajuste mínimo de 10% da tabela. Os reajustes mais significativos foram concedidos aos profissionais com mestrado e doutorado, que terão incrementos de 28,8% a 56,4%. A mudança se aplica também aos servidores inativos.

“A qualificação do professor é um benefício para os docentes, os alunos e toda a sociedade. É plantar uma semente pensando no futuro da educação catarinense. Por isso, estamos incentivando esse processo com a valorização financeira e com a criação de bolsas de especialização, mestrado e doutorado para os nossos professores”, destacou o secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro.

O reajuste beneficia 19.520 servidores ativos, 27.955 inativos e 30.208 admitidos em caráter temporário, totalizando 77.683, segundo dados do Governo SC.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta