Vereadora de Gaspar quer que Prefeitura forneça absorventes nas escolas do município

Foto: divulgação

A vereadora de Gaspar Franciele Back (PSDB) fez uma indicação na Câmara para que a prefeitura forneça absorventes higiênicos nas escolas públicas municipais para meninas e adolescentes de baixa renda e em situação de vulnerabilidade social.

Ela defende seu pedido lembrando que a menstruação é um processo natural do corpo feminino, mas ainda é um tabu e cercada de desinformação. Em 2014, a Organização das Nações Unidas (ONU) reconheceu o direito das mulheres à higiene menstrual como uma questão de saúde pública e de direitos humanos e isso não pode ser negligenciado.

“Agora, e se além de desinformação, falta também o dinheiro para comprar produtos de higiene? A falta de condições financeiras para a compra de absorventes, por exemplo, é a realidade para centenas no Brasil, inclusive jovens estudantes da rede pública de ensino”, argumenta a jovem vereadora.

“A disponibilidade de absorventes nas escolas, ainda que pareça simples, faz com que o ambiente escolar esteja preparado para oferecer a segurança necessária e evitar qualquer tipo de constrangimento às estudantes. O absorvente e outros produtos de higiene menstrual são ainda hoje vistos como produtos cosméticos, de luxo. É preciso mudar essa realidade. Higiene menstrual é uma necessidade”, finaliza.

5 Comentário

  1. PELO AMOR DE DEUS…VAMOS ACORDAR….MAIS UM ONUS PARA POPULAÇÃO ASSUMIR??..FAÇAM PROJETOS DE LEI MAIS DESCENTES…ME POUPEM…QUE PAIS É ESTE??

  2. Que tal a vereadora propor redução de gastos, de comissionados e assessores na Câmara e direcionar esta vasta quantia para o fim proposto ?

  3. Que bela iniciativa desta vereadora, para quem não tem conhecimento do assunto ha uma estimativa de que 20% da evasão escolar de meninas se da pela falta de recursos para a aquisição de absorvente especialmente as que moram nas comunidades carentes.

  4. Parabéns para a Vereadora por ter a sensibilidade de levantar essa questão.

  5. parem de fazer tantos filhos, tudo se resume a isso. Tenham responsabilidade!!
    Eh tudo nas costas do ESTADO, crianças não tem culpa mas tá na hora de ter algum controle, se procriam a todo momento, hoje em qualquer unidade de saúde tem preservativo tanto para homem quanto para mulher e tantos outros meios conceptivos, e ninguém fala isso. Só passam a mão na cabeça dessas pessoas para continuarem a fazer mais e mais filhos que vem ao mundo sem qualquer condição. Sempre é muito fácil botar a culpa no ESTADO!

Deixe uma resposta