Será Moisés político de um mandato apenas?

Foto: Facebook pessoal

Antes de nada, é preciso dizer que aqui não há juízo de valor. Pelo contrário, na comparação com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), vejo que o governados Carlos Moisés (PSL) traz mais inovação para política.

Mas o fato é que, até o começo de 2018, ano das eleições, o “comandante” Moisés era um ilustre desconhecido e só foi eleito governador na onda Bolsonaro. Assim como ele, seis deputados estaduais e quatro federais surfaram nesta onda.

O problema de Moisés é a falta de diálogo. Militar de carreira que é, preferiu no Governo cercar-se dos seus e esqueceu do diálogo, em especial com o mundo político.

E para piorar, virou alvo dos seus colegas de partido. Dos seis deputados do  PSL na Assembleia Legislativa, quatro se colocam abertamente como oposição e prometem atrapalhar as ações do Governo no Parlamento.

E neste final de semana ganhou um adversário ainda mais poderoso. Ninguém menos que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), que esteve no Sul do Estado. Um dos filhos do presidente não poupou críticas a Moisés, falando que ele adota práticas do PT e PSOL.

Isolado, pelos seus e pelo mundo político em geral, Carlos Moisés tem tudo para desaparecer do cenário tão rápido como apareceu, mesmo que seu Governo deslanche.

 

2 Comentário

  1. Será que um Governador que não é querido pelos Deputados é ruim ?

    Estes deputados são pessoas com a mínima dignidade ?

    Ou realmente o governador esta deixando a desejar ?

    Vide em Blumenau , vereador é base aliada se ganhar cargos no executivo , se perde s cargos vira oposição e a partir deste momento passa a falar mal do Prefeito , que até ontem era o melhor prefeito de Blumenau . Sabem como chamamos quem atua desta forma ? Infelizmente espaço não me permite
    utilizar da palavra , mas os leitores entenderam .

  2. O Governador merece meu respeito! De fato, sua atuação traz inovação para a política. O problema é que está cercado por carniceiros radicais e inconsequentes.

Deixe uma resposta