Prefeitura de Blumenau tem até semana que vem para responder questionamentos do TCE sobre contratos emergenciais

Foto: Eraldo Schnaider/Secom PMB

Foi publicado no dia 25 de junho, no Diário Oficia do Tribunal d Contas do Estado, a decisão do conselheiro Luiz Eduardo Cherem sobre a denúncia protocolada pelo advogado Vanderlei Valentini, que se apresenta como cidadão de Blumenau, referente ao recente contrato emergencial celebrado pela Prefeitura com a empresa Racli, para fazer a roçada e limpeza da cidade.

Como relator, Cherem acatou o que a assessoria técnica do TCE deliberou. Negou o pedido de medida cautelar, que suspenderia o contrato e o serviço e afastou a ilação de favorecimento.

Mas, determinou o pedido de informações sobre a diferença nos preços pagos, agora no emergencial e antes para a Companhia Urbanizadora, fechada por dar prejuízo. Cinco dias úteis, o que deve dar terça ou no máximo quarta-feira para a Prefeitura apresentar as respostas.

Em nota, a “Prefeitura de Blumenau reforça seu compromisso de ética e transparência que sempre regeram suas ações.”  Destaca que “as empresas contratadas de forma emergencial foram as que apresentaram os menores valores”. Promete responder os questionamentos no prazo.

 

1 Comentário

  1. Blumenau virou exemplo para o mundo quando o assunto é contratos emergenciais , exemplo ruim , é claro . Tem coelho neste mato basta procurar .

Deixe uma resposta