Prefeitura de Blumenau diz que mantém negociações e volta a falar em dificuldade financeira para reajustar salário dos servidores

Foto: Secom

Desde o começo da manhã desta terça-feira, um grupo de servidores está na frente da Prefeitura de Blumenau, onde durante a tarde acontece uma assembleia, para analisar o dia de paralisação, que fechou principalmente os postos de saúde, além de alguns CEIs e escolas.

Nas falas hoje pela manhã, representantes do Sintraseb cobraram a reabertura da mesa de negociações. A categoria quer a reposição da inflação já, como prevê a lei, e não em janeiro, como propõe a Prefeitura.

Por conta disso, a administração municipal emitiu um comunicado no final da manhã, onde diz que as negociações estão abertas e explica, mais uma vez, os motivos para não dar o reajuste agora.

Confira, na íntegra.

Esclarecimento

A Prefeitura de Blumenau esclarece informações a respeito da paralisação dos servidores públicos nesta terça-feira, dia 19. Diferentemente do que vem sendo divulgado, a Administração Municipal permanece com a mesa de negociação aberta para discutir as pautas reivindicadas pela categoria.

Na semana passada, a Administração Municipal recebeu o ofício 036/2018, em que o sindicato não faz contraproposta e rejeita integralmente as propostas apresentadas pela Prefeitura. A Secretaria de Administração confirma que está à disposição para discutir as demandas e inclusive reforça que recebe durante todo o ano os servidores para tratar de melhorias para a classe.

Nos mês passado a Prefeitura de Blumenau se posicionou com pagamento integral do INPC, que ficou em 1,69%, em janeiro de 2019, já que se fosse pago agora representaria um impacto financeiro de R$ 10 milhões aos cofres públicos.

Com relação às demais reivindicações pautadas pelo Sintraseb, a comissão de negociação da Prefeitura esclarece que todas resultam em algum impacto financeiro, contabilizado em R$ 100 milhões, o qual o município não dispõe de margem para custear neste momento. Vale ainda ressaltar que a folha de pagamento terá um aumento vegetativo (avanços na carreira) de 3,72%, representando R$ 19 milhões.

O compromisso da Administração Municipal, em um momento ainda de retratação econômica no pais, é pagar salários, 13º salário e férias em dia ou de forma antecipada, como vem ocorrendo nos últimos meses. Metade do 13º salário, por exemplo, será pago aos servidores no dia 29 de junho, antes do previsto.

Ainda com relação ao movimento, a Prefeitura lamenta que muitos serviços à comunidade tenham sido prejudicados em função da paralisação, interferindo no atendimento pleno à comunidade.

3 Comentário

  1. Com todo o respeito não se trata de aumento, porém de reposição da perda inflacionária, um direito de todo o trabalhador. Convenhamos e fosse um índice astronômico, porém míseros 1,6%. Atualização dos valores não se discute é direito e pronto.

  2. Concordo com o leitor Paulo .

    A Prefeitura de Blumenau tem inúmeras formas de reduzir custos , máquina inchada de comissionados, gastos com marketing, gastos desnecessários em secretárias e autarquias ,
    privilégios que um cidadão comum não possui no seu local de trabalho . Vide o SETERB , possuem uma Van zero quilometro , com motorista particular para trazer da rodoviária ao
    centro as monitoras da area azul . Nosso patrão nos busca e nos leva em casa ?

  3. Então , porque os servidores não denunciam a imprensa e ao ministério público onde estão
    os desperdicios de dinheiro, porque não mostram a sociedade as regalias que possuem , porque não denunciam a gastança de recurso público , porque ? Porque isto não lhes interessa , então não deveriam reclamar da falta de dinheiro para o aumento . A Reposição é justa sim , mas também seria justo os funcionários denunciarem tudo que sabem na administração , porque não denunciam , assim talvez sobre dinheiro para repor as perdas anuais .

Deixe uma resposta