Não é não deputado e não faça SC passar ainda mais vergonha

Foto: Fábio Queiroz/Agência AL

Fico pensando num adjetivo para caracterizar as posições do deputado estadual Jessé Lopes (PSL), mas é difícil descrevê-las sem ser pejorativo.

Mas vamos lá.

Depois de usar a tribuna da Assembleia para dizer que mulheres que usam roupas curtas são mais “suscetíveis”  a serem estupradas, Jessé Lopes volta a tona ao criticar coletivos feministas que promovem uma ação para criar adesivos para o Carnaval com a expressão “Não é Não”.

Em vez de ficar calado, o deputado usou as redes sociais para falar que as mulheres gostam de ser assediadas e que os movimentos feministas buscam politizar o tema, ignorando os diários casos de brincadeiras de mau gosto, abusos e violência contra mulher, além dos crimes de feminicídio.

Isso sem falar na histórica distorção entre os direitos das mulheres e dos homens.

Sim deputado, uma cantada, um flerte, é uma coisa que pode ser bacana e até massagear o ego. Desde que a outra parte tope, consinta, abra espaço para tanto. Caso contrário, Não é Não!

E não nos faça passar ainda mais vergonha deputado Jessé Lopes. Suas posições machistas ganharam repercussão nacional e colocam SC  na vitrine por conta de um parlamentar obtuso como este.

Obtuso (sentido figurado): rude, bronco, estúpido     

3 Comentário

  1. A maioria dos políticos catarinenses com suas bocas fechadas ganhariam mais .
    Não tendo o que fazer , falam qualquer asneira .

Deixe uma resposta