“Existe diferença entre base aliada e base escrava”, diz vereador Bruno Cunha

Foto: Rafael Carrasco/CMB

O vereador Bruno Cunha é do PSB, partido do prefeito Mário Hildebrandt. Os dois devem sair da sigla e tomar rumos diferentes.

Na sessão desta quarta-feira, soltou o verbo contra a administração municipal, falando de uma situação que estaria incomodando ele e outros colegas vereadores.

“Existe uma diferença entre base aliada e base escrava”, introduziu sua fala, para dizer que são muitas as indicações e os requerimentos protocolados junto a Prefeitura sem resposta. “Quando pedimos informações, estamos pedindo em nome da comunidade”, disse, afirmando que é um desrespeito com a comunidade.

“Vou começar a trazer os nomes de quem não responde”, ameaça. “Se for necessários vou levar a questão ao Ministério Público”, afirmando que sua tolerância estava se acabando.

Também reclamou que não está recebendo adequadamente as informações sobre alguns eventos, em especial da Pró-Família. “Quando interessa vem aqui e divulga o evento na TV Legislativa, mas é triste ver eventos prestigiados sem a presença do vereador e lá fora parece que não queremos estar presentes. É preciso um respeito com esta Casa”, finalizou.

É possível ver a fala dele na transmissão da sessão da Câmara. A fala do vereador está em mais ou menos 44 minutos.

1 Comentário

  1. Quando o vento começa a soprar para o lado oposto , as denúncias começam . Mas até agora não estava tudo bem com o executivo ?

Deixe uma resposta