Eleição no Conselho de Cultura de Blumenau acontecerá dia 17 de julho

Foto: Marcelo Martins/ Secom PMB

A eleição do Conselho Municipal de Cultura de Blumenau acontecerá nos dias 16 e 17 de julho, quando será realizada nova conferência. A informação é do presidente do Conselho, Elton Gomes, a partir da última reunião do grupo de trabalho criado para organizar o novo pleito, depois do adiamento provocado pela possibilidade de se burlar a votação, que seria remota.

A partir de uma movimentação grande de pessoas identificadas com o segmento evangélico – da Igreja Assembleia de Deus – no processo eleitoral, situação inédita até agora, se identificou um movimento organizado para a ocupação dos espaços que norteiam as políticas públicas para a Cultura.

O numero de votantes virtuais passou dos 500, quando os presenciais nas últimas eleições foi na casa dos 100 delegados, o que gerou o ponto de interrogação e o sinal de alerta. Pelo sim, pelo não, percebeu-se que o sistema eleitoral remoto era suscetível a falhas.

A grande diferença em relação a votação que não aconteceu em maio, é que a de julho será presencial.

Há um estudo para fazer triagem dos delegados, no sentido que devam ter participação de fato na área de atuação, mas isso talvez não se aplique legalmente a eleição deste ano.

Todos os candidatos, nas dez diferentes áreas, estavam aptos a serem votados, por terem vivência ou formação necessária, requisitos necessários para a disputa. Em cada área, havia um candidato ligado ao segmento religioso.

É um tema polêmico, mas com a entrevista que fiz com o Elton Gomes, minha convicção se reforça.

Não há discriminação religiosa, como dizem os três vereadores e o deputado, eleitos pelos votos do fiéis da Igreja Assembleia de Deus. Há sim uma tentativa de ocupação de espaços feita de forma coordenada por este segmento.

A arte é plural e deve ser entendida assim. Sem cores religiosas, partidárias  ou de qualquer espécie.

 

3 Comentário

  1. “ A arte é plural e deve ser entendida assim. Sem cores religiosas, partidárias ou de qualquer espécie.”

    Umabanda não conta mais como religião? Se não me engano, PEMBA SETE é um projeto com alto envolvimento do seu criador com essa religião…

    Quando você diz cores de “qualquer espécie”, envolve também as do arco-íris LGBT? Ou nesse caso você é daltônico?!

  2. Bom dia meu nobre amigo, como vc mesmo disse, a eleição do conselho municipal de cultura sempre foi sem polemica, tranquila e fechada no seguimento cultural de nossa cidade. cultura essa imposta por um grupo fechado como vc mesmo disse. E só pra te deixar a par, não houve troca de denuncia, nem degringolou nada, houve uma manifestação de uma senhora que nem da cultura é e não tem envolvimento nenhum com o poder publico, a não ser a militância que ela exerce dentro do contexto que ela chama de democrático, que impetrou de forma administrativa, sem efeito jurídico nenhum, uma espécie de recurso para impedir a eleição porque os evangélicos estavam participando. Foi isso o que houve. Inclusive se você quiser te mando os Prints das postagens dela no face book, ai sim ofendendo os evangélicos. Falando da entrevista, penso que vc deveria deixar o entrevistado se defender, vc não precisa responder ao assinante que esta tecendo um comentário sobre o próprio entrevistado. Se vc pede pra comentar e fala em forma democrático tem que deixar o pessoal falar rsrs. outra coisa: o motiva. E agora me diga qual o problema do evangélicos se inscreverem para as pastas da cultura? Não pode? Que preconceito é esse? Não ser evangélico é requisito? Vc ta parecendo nessa entrevistas os senadores na CPi da vergonha, que ao invés de perguntar, ou quando vai perguntar constroe uma narrativa denegrindo os evangélicos pra depois fazer uma pergunta sobre algo que vc mesmo está fazendo, Vejo que o Elton estava bem tranquilo na sua entrevista mas os fatos precisam serem investigados por que os motivos dessa suspensão nao foi bem o que foi falado, queres que te mande umas provas disso? A igreja nunca foi preconceituosa, preconceituoso sao vcs que acham que a igreja esta impondo algo na marra, abriu-se um edital, tinha seus requisitos e quem se inscreveu cumpriu todos os seus requisitos….o SER EVANGÉLICO NAO TINHA NO EDITAL. saudações e abraço.

  3. Essa eleição tem que ser aberta a qualquer morador da cidade, O conselho é municipal, quem tem que ser qualificado é os candidatos e não os eletores. Eleição fechada somente com membros envolvidos na cultura somente serve pra manter as mesmas pessoas no poder,

Deixe uma resposta