Confira como as principais capitais do país votaram neste segundo turno

Fotos: reprodução

Em todo o Brasil, 57 cidades tiveram segundo turno nas eleições municipais deste ano. Confira como votaram as principais capitais do país:

São Paulo

Em São Paulo, o atual prefeito, Bruno Covas, do PSDB, permanece no comando da maior cidade do país.

O tucano teve 59,38% (3.060.905 votos), Guilherme Boulos 40,62% (2.093.471 votos), Brancos foram 4,39% (263.470) e Nulos 9,76% (585.798).

A vitória de Covas ocorreu em meio a maior abstenção da história da cidade de São Paulo: mais de 30% dos eleitores (2,247 milhões) não compareceram às urnas neste domingo.

Rio de Janeiro

Na cidade do Rio de Janeiro, o atual prefeito, Marcelo Crivella, do Republicanos, não conseguiu a reeleição. Os eleitores escolheram o ex-prefeito, Eduardo Paes, do Democratas.

Com 100% das urnas apuradas, Paes somou 1.629.319 votos, ou 64,07% dos válidos, derrotando o atual prefeito, Marcelo Crivella (Republicanos), que tinha 913.700 votos (35,93%). Crivella tinha o apoio do presidente Jair Bolsolnaro (sem partido).

Brancos (5,03%) e nulos (13,77%) somavam 588.714 votos. Houve ainda o recorde de 1.720.154 abstenções (35,45%) – mais do que a votação do vencedor.

Somados brancos, nulos e abstenções, chegava-se a 2.308.868 “não votos”, mais do que o obtido por Paes e por Crivella separadamente e quase a metade do eleitorado.

Porto Alegre

Na capital gaúcha, Sebastião Melo, do MDB, será o novo prefeito. O candidato teve 370.550 votos, o equivalente a 54,63% dos votos válidos.

O resultado foi confirmado por volta das 18h50, quando o candidato foi declarado matematicamente eleito após 97,79% das urnas serem apuradas.

Já Manuela D’Ávila, do PCdoB, obteve 307.745 votos, ou 45,37% dos votos válidos. Em um pronunciamento, após o resultado, ela desejou sorte ao prefeito eleito.

Outras cidades que tiveram segundo turno e seus eleitos

Anápolis (GO): Roberto Naves (PP)
Aracaju (SE): Edvaldo Nogueira (PDT)
Bauru (SP): Suéllen Rosim (Patriota)
Belém (PA): Edmilson Rodrigues (PSOL)
Boa Vista (RR): Arthur Henrique (MDB)
Campinas (SP): Dário Saadi (Republicanos)
Campos dos Goytacazes (RJ): Wladimir Garotinho (PSD) – sub judice
Canoas (RS): Jairo Jorge (PSD)
Cariacica (ES): Euclerio Sampaio (DEM)
Caucaia (CE): Vitor Valim (PROS)
Caxias do Sul (RS): Adiló (PSDB)
Contagem (MG): Marília Campos (PT)
Cuiabá (MT): Emanuel Pinheiro, (MDB)
Diadema (SP): Filippi Júnior (PT)
Feira de Santana (BA): Colbert Martins (MDB)
Fortaleza (CE): Sarto Nogueira (PDT)
Franca (SP): Alexandre Ferreira (MDB)
Goiânia (GO): Maguito Vilela (MDB)
Governador Valadares (MG): André Merlo (PSDB)
Guarulhos (SP): Guti (PSD)
João Pessoa (PB): Cicero Lucena (Progressistas)
Juiz de Fora (MG): Margarida Salomão (PT)
Limeira (SP): Mario Botion (PSD)
Maceió (AL): JHC (PSB)
Manaus (AM): David Almeida (Avante)
Mauá (SP): Marcelo Oliveira (PT)
Mogi das Cruzes (SP): Caio Cunha (Podemos)
Paulista (PE): Yves Ribeiro (MDB)
Pelotas (RS): Paula Mascarenhas (PSDB)
Petrópolis (RJ): Rubens Bomtempo (PSB) – sub judice
Piracicaba (SP): Luciano Almeida (DEM)
Ponta Grossa (PR): Professora Elizabeth (PSD)
Porto Velho (RO): Hildon Chaves (PSDB)
Praia Grande (SP): Raquel Chini (PSDB)
Recife (PE): João Campos (PSB)
Ribeirão Preto (SP): Duarte Nogueira (PSDB)
Rio Branco (AC): Tião Bocalom (PP)
Santa Maria (RS): Jorge Pozzobom (PSDB)
Santarém (PA): Nélio Aguiar (DEM)
São Gonçalo (RJ): Capitão Nelson (Avante)
São João de Meriti (RJ): Dr João (DEM)
São Luís (MA): Eduardo Braide (Podemos)
São Vicente (SP): Kayo Amado (Podemos)
Serra (ES): Sergio Vidigal (PDT)
Sorocaba (SP): Rodrigo Manga (Republicanos)
Taboão da Serra (SP): Aprigio (Podemos)
Taubaté (SP): Saud (MDB)
Teresina (PI): Dr. Pessoa (MDB)
Uberaba (MG): Elisa Araújo (Solidariedade)
Vila Velha (ES): Arnaldinho Borgo (Podemos)
Vitória (ES): Delegado Pazolini (Republicanos)
Vitória da Conquista (BA): Herzem Gusmão (MDB)

Com informações do G1

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta