Vacinação obrigatória será analisada pelo plenário do STF

Foto: STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski decidiu, nesta sexta-feira, 23, que vai levar diretamente ao plenário três ações que discutem a realização compulsória de vacinação e outras medidas profiláticas no combate à pandemia de Covid-19.

O ministro aplicou o chamado rito abreviado, que permite o exame do caso diretamente pelo colegiado da Corte. Com isso, ele abriu mão de emitir uma decisão individual a respeito do tema.

Lewandowski afirmou que o debate em plenário é necessário diante da “importância da matéria e [da] emergência de saúde pública decorrente do surto do coronavírus”.

O relator pediu informações à Presidência da República, à Advocacia-Geral da União e à Procuradoria-Geral da República. O julgamento não tem data ainda para ocorrer – a marcação deve ser feita após as manifestações requeridas pelo ministro.

Fonte: G1

1 Comentário

  1. É bizarro e patético o que acontece aqui na Bananolandia.
    A segunda onda da peste chegou na Europa com centenas de mortes todos os dias. Se a Coronavac tivesse credibilidade de eficiência, esses países europeus estariam fazendo fila pra comprar a VAChina já que ficará pronta em janeiro.

    A questão é se essa velocidade na conclusão dela é segura e com as devidas comprovações científicas em seus diversos estágios (que pode levar anos!). Até mesmo na China a vacina ainda não foi liberada para uso em massa. E aqui o Ditadória extremista quer vacinar o povão antes mesmo da própria China iniciar a vacinação por lá!
    Se a ANVISA liberar esta aberração letal, saberemos que é puro intere$$e da máfia!

Deixe uma resposta