Troca a troca na política de Blumenau: Eliomar Russi e Cezar Campesatto

Com intuito de registrar os movimentos de alguns pré-candidatos a vereador com bom potencial de votos, ainda sem a definição da base governista que estará no projeto de reeleição do prefeito Mário Hildebrandt (Podemos), o Informe registra mais dois nomes que se movimentaram nesta reta final do prazo de filiações, que se encerra neste sábado.

O do advogado Cezar Campesatto, que anunciou no dia 29 último o seu desligamento do PSL, partido que fazia parte desde o processo eleitoral de 2018, quando encampou a campanha para o Bolsonaro e demais candidatos do número 17. Filiou-se no DEM, do ex-prefeito João Paulo Kleinübing

Campesatto foi Secretário Municipal de Regularização Fundiária e Habitação na gestão do ex-prefeito e conta que a atuação nesta área possa lhe ajudar na primeira empreitada como candidato. Campesatto defende a ideia de que o município de Blumenau precisa retomar medidas eficientes no âmbito da habitação e de planejamento urbano em seus aspectos jurídicos, de engenharia, de mobilidade e ambientais.

Já Eliomar Russi é um conhecido da política, recebeu mais de 2200 votos na eleição de 2016, ficando na primeira suplência do MDB, único partido que esteve fialiado. Deixa a sigla para filiar-se no PSD, do deputado estadual Ismael dos Santos.

“Tenho a plena convicção de que há uma incessante e justa crítica da sociedade em geral aos partidos de “A a Z”, por isto acho desnecessário aqui tecer comentários mais aprofundados a respeito, mas, ao mesmo tempo, fica cada vez mais nítido que esta mesma população vai identificando quem é quem dentro deste contexto, e é nesta segunda situação que sempre irei me amparar: continuar sendo a mesma pessoa, onde quer que eu esteja!”

1 Comentário

Deixe uma resposta