Marcelo Lanzarin volta a propor alternativas para o atendimento de emergência em Blumenau

Foto: CMB

O vereador e presidente da Câmara, Marcelo Lanzarin (MDB), sabe o que fala, afinal foi secretário municipal de Saúde. Diga-se de passagem, colega do atual prefeito Mário Hildebrandt (sem partido), então secretário de Assistência Social.

Na sessão desta terça-feira, voltou a usar a tribuna da Câmara para alertar sobre a necessidade urgente de buscar alternativas para a superlotação dos prontos-socorros dos hospitais, principalmente do Hospital Santo Antônio. Ressaltou que o atendimento foi normalizado, mas que há poucos dias o Hospital Santo Antônio teve que restringir o acesso de pacientes ao pronto-socorro, atendendo somente emergências.

Novamente propôs uma estrutura intermediaria nos ambulatórios gerais dos bairros maiores, que poderiam absorver parte da demanda que hoje chega nos prontos-socorros dos hospitais. Estrutura intermediária leia-se equipamento de raio xis, serviço de coleta para exames e outros atendimentos que ajudariam a desafogar as emergências do HSA e também do Santa Isabel.

Lanzarin é contra a  construção de  uma UPA, Unidade de Pronto Atendimento, pelo custo muito alto. O Governo Federal até libera o dinheiro para a obra física, mas os custeio teria que vir da Prefeitura, algo em torno de R$ 1 milhão mês.

 

4 Comentário

  1. Cara se gasta 1 milhao p manter tira dos hospitaisque paga né? Afinal as pessoas acham que o HSA e HSI são públicos, porém tem que entender que são instituições privadas com convênio com o SUS. Pra mim já chegou a hora de cortar essa teta e deixar os hospitais andarem com suas próprias pernas, até porque o atendimento é péssimo!

  2. Saúde tem haver com prevenção e condições de atendimento. Nossa cidade não comporta mais a quantidade oferecida pelos gestores pois a população aumentou muito. Perdemos nosso direito adquirido na saúde ou em qualquer outro (creche, escola, etc…)
    Não sou contra o direito de ir vir mas se o município aceita a chegada de pessoas deve oferecer o que é devido…saúde, educação, infra estrutura, lazer e etc…
    Você consegue atender 100 pessoas morando em sua casa?!
    Assim é uma cidade….
    As vezes o mal atendimento pode ser causado pelo estresse da demanda. No AG onde sou atendida já cheguei pára atendimento e havia mais de 200 pessoas em uma manhã.
    E então?:!
    TEMOS UMA OPÇÃO O O HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PODE SER UM PRONTO SOCORRO.

Deixe uma resposta