Instagram aumenta bloqueio de hashtags que promovem distúrbios alimentares

A pesquisa por hashtags no Instagram apresenta vários resultados interessantes, mas ao mesmo tempo, traz conteúdos que podem ser nocivos aos usuários. Pensando nisso, a rede social aumentou sua lista de termos que não podem ser pesquisados.

O objetivo é restringir ainda mais as buscas por hashtags que estimulem o distúrbio alimentar. Com a medida, o Instagram irá ocultar mais resultados para termos relacionadas a bulimia e anorexia, por exemplo

A plataforma também passa a exibir alertas em outros termos relacionados ao assunto, mas que ainda podem ser pesquisados. Neste caso, o aplicativo mostrará depois da busca uma janela oferecendo ajuda aos usuários.

A lista com hashtags proibidas existe desde 2012, quando o Instagram começou a ocultar resultados para algumas pesquisas. Ainda que não remova todo o conteúdo que incentive o distúrbio alimentar, a plataforma faz com que ele se torne menos acessível.

A rede social aumentou a restrição após notar que várias hashtags com erros ortográficos propositais se tornaram populares. A intenção dos usuários era burlar as barreiras criadas anteriormente para termos que encorajam distúrbios alimentares.

À BBC, o Instagram disse que não tolera publicações que incentivem transtornos alimentares e destacou que utiliza denúncias de usuários e aprendizado de máquina para identificar e remover esse tipo de conteúdo.

A plataforma ainda reconheceu que o tema é complexo e lembrou que oferece aos usuários “opções de acessar dicas e suporte, conversar com um amigo ou entrar em contato diretamente” com grupos de apoio.

O Instagram não tem moderadores que fazem uma busca ativa de publicações inadequadas e deverá seguir sendo um espaço para a promoção de distúrbios alimentares. No entanto, as opções de ajuda podem ser de extrema importância para alguns usuários.

Com informações: Business Insider

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta