Governador Moisés é vaiado e chamado de traíra durante ato em Chapecó

Foto: ND

Na última sexta-feira, 21, o governador Carlos Moisés (PSL) sentiu na pele a revolta do andar de baixo de seus colegas de fardas, que cobram do Governo do Estado melhorias salariais.

Na cerimônia de inauguração de uma unidade do Corpo de Bombeiros em Chapecó, um grupo estimado de  400 policiais e bombeiros usou faixas, apitos e um carro de som para chamar a atenção do governador e atrapalhar o ato.

Durante o discurso, Carlos Moisés foi vaiado e chamado de ‘traíra’.

Segundo o vice-presidente da Aprasc, Nilton César Facenda, houve uma reunião minutos antes da cerimônia, quando foi agendada uma reunião para quinta-feira, 27, em Florianópolis.

Veja o vídeo, veiculado pelo Diário do Iguaçu.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta