Entidade recomenda nova quarentena para municípios do sul do estado

Foto: reprodução

A Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) emitiu resolução nesta quarta-feira, 15, na qual recomenda que as 18 prefeituras da região voltem a adotar a quarentena entre os dias 16 e 24 de julho, mantendo somente os serviços essenciais, a fim de tentar diminuir a transmissão do novo coronavírus. A área está em situação gravíssima em relação à doença, de acordo com o governo de Santa Catarina.

Nesta terça-feira chegou a se falar em lockdown, palavra substituída por quarentena. Somente serviços essenciais, o que faz com o que o comércio, academias, bares, missas e cultos, entre outros.

Fazem parte da região os municípios de Armazém, Braço do Norte, Capivari de Baixo, Grão-Pará, Gravatal, Imaruí, Imbituba, Jaguaruna, Laguna, Pedras Grandes, Pescaria Brava, Rio Fortuna, Sangão, Santa Rosa de Lima, São Ludgero, São Martinho, Treze de Maio e Tubarão. Somadas, as cidades têm 2,6 mil casos de Covid-19 e 26 mortes provocadas pela infecção.

Os municípios têm autonomia para decidir se vão acatar a recomendação. Os que concordarem com os termos devem publicar decreto com as novas restrições ainda nesta quarta.

Até a noite de terça, 14, todos os prefeitos haviam concordado em adotar medidas mais extremas, mas nesta quarta, durante entrevista coletiva para divulgar as regras voltaram atrás, sob o pretexto de que precisam pensar melhor antes de restringir os serviços.

A resolução recomenda ainda que os supermercados e mercados atendam no máximo 40% da capacidade e que permitam a entrada de somente uma pessoa por família, e que sejam definidas as atividades essenciais conforme o decreto de calamidade pública do governo de Santa Catarina.

Fonte: da redação, com Informações do G1 e Amurel. 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta