Eike Batista preso, reforma no Senado, mudanças no pacote anticrime e ministro do STF proíbe investigações contra Glenn

Foto: Lula Marques/AGPT

Lava Jato prende novamente Eike Batista

A Polícia Federal prendeu novamente Eike Batista. O empresário estava na sua casa, no Rio de Janeiro, onde há cerca de dois anos e meio cumpria prisão domiciliar.

Marcelo Bretas, juiz que expediu o mandado, ainda autorizou a prisão de Luiz Arthur Andrade Correia, contador do empresário. Há mais cinco mandados de busca e apreensão sendo cumpridos.
Reforma da Previdência no Senado

A reforma da Previdência foi concluída na Câmara e agora segue para o Senado. Os deputados rejeitaram todos as propostas de mudança no texto-base e o projeto que será analisado pelos senadores é o mesmo aprovado no 1º turno.

No Senado, a proposta vai ter que passar pela CCJ e, no plenário, dependerá dos votos de ao menos 49 dos 81 senadores em dois turnos. Parlamentares pró-reforma esperam concluir a análise em setembro. O primeiro passo é a leitura de um resumo do texto em plenário, o que deve acontecer nesta quinta-feira.

Pacote anticrime do ministro Moro

Existe na Câmara, um grupo de trabalho que analisa o pacote anticrime apresentado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Esse grupo de trabalho, retirou do projeto a criação do chamado plea bargain – um acordo com benefícios para o acusado que confessa o crime. 

Esse não é o primeiro trecho do pacote que a comissão rejeita.

Ministro do STF proíbe apurações contra Glenn

Gilmar Mendes, ministro do Supremo, proibiu na noite desta quarta-feira, 7, apurações de órgãos de investigação ou administrativos com o objetivo de verificar como o jornalista Glenn Greenwald obteve as mensagens sobre a Operação Lava Jato que estão sendo publicadas por diversos veículos de comunicação.

Mendes atendeu a pedido feito em ação da Rede para impedir investigações sobre o jornalista. Segundo o ministro, a decisão visa proteger o sigilo da fonte jornalística, assegurada pela Constituição.

Com informações do G1

Resumo do Brasil: Eike Batista preso, reforma no Senado, mudanças no pacote anticrime e ministro do STF proíbe investigações contra Glenn.

1 Comentário

  1. Mendes atendeu a pedido feito em ação da Rede para impedir investigações sobre o jornalista. Segundo o ministro, a decisão visa proteger o sigilo da fonte jornalística, assegurada pela Constituição.

    Assegurada pela politicagem barata , pelos corruptos deste país , que não querem que os fatos sejam investigados , pois sabem muito bem como vai terminar a investigação .

Deixe uma resposta