Testemunhas da Operação Tapete Negro na Justiça Eleitoral começam a ser ouvidas

.

Publicidade camara_blu_hz
Foto: arquivo

Será a primeira audiência desde que o TSE decidiu, em março de 2015, devolver os processos contra cinco políticos de Blumenau, acusados de crimes eleitorais. O principal tribunal eleitoral entendeu, naquela oportunidade, que os então vereadores Fábio Fiedler, Robinsom Soares e Célio Dias, além dos dois então suplentes Almir Vieira e Braz Roncáglio, não tiveram direito a ampla defesa.

Vale a lembrança. Os cinco foram condenados pela Justiça de Blumenau e depois pelo Tribunal de Justiça (com exceção de Célio Dias, absolvido nesta esfera).  Fiedler, Robinho e os suplentes chegam a ser cassados, mas com a decisão do TSE reassumiram.

Cerca de 40 testemunhas – de defesa e arroladas pelo Ministério Público – que serão ouvidas na tarde desta terça-feira pelo juiz Sérgio Agenor Aragão.

1 Comentário

Deixe uma resposta