O que é a Internet das Coisas?

Arte: Informe Blumenau

A internet das coisas (em inglês: Internet of Things, IoT) é uma uma referência à interconexão digital de objetos à internet.

É uma extensão da atual internet que possibilita que objetos do nosso dia a dia se conectem à internet. A conexão com a rede mundial de computadores possibilita controlar remotamente os objetos e que os próprios objetos sejam acessados como provedores de serviços.

Não há limites nos objetos que podem ser conectados. Lâmpadas, ar-condicionado, aspirador de pó, garrafas de água, vasos de flores, armários, carros, iluminação pública, tudo pode receber a tecnologia.

De acordo com especialistas da área, 8,4 bilhões de dispositivos receberam a tecnologia da Internet das Coisas em 2017, um aumento de 31% em relação a 2016. Com o crescimento, a previsão é de que em 2020 o mundo conte com 20 bilhões de objetos conectados. Por enquanto, a maioria dos aparelhos pode ser encontrada na China, na América do Norte e na Europa, sendo principalmente alto-falantes inteligentes e medidores elétricos.

Privacidade

Se for comandados por voz, por exemplo, a maioria dos dispositivos ficam ligados por todo o tempo, fazendo gravações até identificarem uma palavra-chave que acione suas funções. Por isso, alguns aparelhos deixam em risco as informações dos usuários, com brechas na privacidade.

Cidades inteligentes

Além de facilitar o dia a dia em casa, a Internet das Coisas pode estar presente na rua, em avenidas, tornando cidades inteiras inteligentes.

Empresas estão investindo, por exemplo, no monitoramento de pontes e rodovias para identificar rachaduras. No Brasil, uma cidade inteligente está sendo construída na região Nordeste. O local deverá contar com iluminação smart, mobilidade otimizada por sensores e praças com equipamentos que geram energia quando utilizados.

A realidade do desenho futurista The Jetsons” é superada a cada dia. Que objetos melhorariam o seu dia a dia se estivessem conectados à internet?

Conta pra gente!

Da redação, com informações do Techtudo

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta