Uma “bixa preta” no parlamento de Blumenau. A colorida posse de Lenilso Silva

Foto: Luciane D'Avila/Facebook D

O termo bixa preta foi usado pelo próprio Lenilso Silva (PT), em seu discurso de posse, para um plenário da Câmara Municipal lotado, em uma sessão colorida, barulhenta, alegre e inclusiva.

E simbólica, muito simbólica.

O Informe fez a transmissão ao vivo pelo Facebook e você pode ir lá para conferir na íntegra.

Lenilso prometeu “tirar do armário” temas pouco debatidos no parlamento.  Disse que fará a defesa intransigente dos direitos dos grupos LGBT, dos negros, mulheres, servidores públicos e da diversidade.

E começou com gás total.

Apresentou oito projetos de lei e teve um requerimento aprovado já, para a realização de uma audiência pública para debater a criação dos conselhos da população LGBT e das Mulheres, Igualdade Racial e Combate ao Racismo.

Sobre os projetos, escrevo em outra postagem.

Foto: Luciane D’Avila

8 Comentário

  1. Não me representa!Umas coisas são umas coisas,ouuuuuutras coisas são totalmente ouuuutras coisas.Sem oportunismo barato pra cima dos movimentos negros.

  2. “Bixa preta”, tudo bem, Lenilso!

    O problema, na verdade, é que você é petista, maninho!

    O seu partidinho enganou as pessoas simples deste país e, com a ajuda dos pmdbelhos, afundou o país dos nossos filhos e netos durante 13 odiosos anos.

    O seu ptelho deveria ser banido da cena política brasileira e a sigla enviada par os quintos do inferno!

    Alcino Carrancho
    (O Anti-ptelhos)

  3. Discurso que não cabe em um parlamento , começou da forma errada .

  4. se uma pessoa branca chamasse ele de bixa-preta na rua seria homofobia, ai vem com esse linguajar ridiculo, uma pessoa sendo homo ou hetero nao se comporta desse jeito.

  5. Talvez porque ele esteja sendo irônico, sarcástico ao usar esse linguajar, o que a maioria das pessoas com cérebro consegue entender. Sou contra o PT, não tenho nenhum conhecimento sobre o Lenilso ou o trabalho dele pra apoiá-lo, mas ainda assim acho mais do que oportuna a entrada do vereador e um trabalho voltado pro respeito às minorias.

  6. Perfeito Jean , se alguém se dirigir a qualquer pessoa neste termo, será considerado racista e homofóbico . Depois reclamam , fazem as coisas de forma errada e querem que todos aceitem .
    Quem quer respeito, precisa respeitar .

  7. Figura ridícula, patética e preconceituosa querendo destaque para o recinto. O que ele acharia de cantar alguns hinos cristãos, fazer orações e pregações bíblicas no recinto IGUALMENTE!

Deixe uma resposta