TV Informe: Mário Hildebrandt fala sobre a saúde de Blumenau

Na sessão desta terça-feira, o vereador Marcelo Lanzarin (MDB), ex-secretário municipal de Saúde, voltou a cobrar uma solução para tentar amenizar os problemas de atendimento nos pronto-socorros de Blumenau. E propõe uma alternativa, leia aqui.

O assunto saúde foi tratado no Conversa na Rede especial que fiz com o prefeito Mário Hildebrandt (sem partido), na última semana.

O prefeito lembrou que o Vale do Itajaí não tem um hospital regional e do aporte mensal que a Prefeitura faz. “A cidade paga, tira do ESF, da saúde básica, para pagar o que é responsabilidade o Governo Federal e do Governo do Estado”, referindo-se ao passado.

Disse que os valores a mais que o limite constitucional que Blumenau aporta na saúde – cerca de R$ 125 milhões anos -, poderiam serem aplicados em obras, mas a Prefeitura entende a necessidade da população.

Sobre a proposta de criação de UPAs, surgida em recente entrevista da diretoria do Hospital Santo Antônio, Hildebrandt lembrou o custo. “Se eu fizer a Upa, terei que diminuir o repasse para os hospitais de Blumenau”, disse, sobre os mais de R$ 700 mil mensais que a Prefeitura aporta mensalmente.

Sobre a proposta intermediária do vereador Lanzarin, não disse nem sim, nem não. Confira abaixo:

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta