TV Informe: entrevista exclusiva com o prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes

Foto: Informe Blumenau

Entrevistei o prefeito Napoleão Bernardes (PSDB) na quarta-feira, 4, um dia antes da transmissão de posse do cargo para Mário Hildebrandt (PSB), dois dias antes das férias e do anúncio do reajuste da tarifa de ônibus em Blumenau.

Por força da profissão, acompanhei de perto os últimos pronunciamentos do prefeito em diferentes oportunidades e também as entrevistas recentes nos vários veículos de imprensa.

Então, meu desafio era conversar com o prefeito reeleito de uma forma diferente, buscando ouvir outras respostas. Por conta disso, busquei fazer outras perguntas.

Desta feita, não perguntei sobre questões pontuais, importantes para a cidade. Por opção minha.

Falamos sobre política, idealismo, momento pessoal, perspectivas, críticas, redes sociais, a fama de estar “sempre sorrindo”.  Sobre futuro.

Busquei ouvir o jovem político de 34 anos, mas já com uma trajetória de 18 anos, pois foi candidato a vereador com 17 anos, filiando-se aos 15.

Independente de gostar dele ou não, concordar ou não com Napoleão, está clara a projeção dele nos cenários estadual e nacional.

Com pouca idade, é prefeito reeleito da terceira maior cidade do estado, vereador bem votado e com um bom desempenho na candidatura a deputado federal. Além de tudo, está no PSDB, que é a  bola da vez do processo eleitoral de 2018.

Napoleão tem uma história de vida bem bacana para quem gosta de ver a política como uma prática idealista, como eu.

De leve, falamos de algumas questões administrativas e da política local.

No segundo mandato  tem tudo para fazer as obras que não aconteceram nos últimos quatro anos. O principal desafio é administrar o apetite dos 12 partidos de sua aliança (agora 13, com o PR), todos ávidos por espaço no novo governo.

Toda a entrevista é boa. Esta, até por uma certa leveza na proposta, me deixou bem satisfeito.

Muita gente não tem tempo, mas vale a pena assistir toda, tem cerca de 27 minutos e foi gravada no gabinete dele.

É um Napoleão Bernardes mais pessoal.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta