TV Informe: Avelino Lombardi, o empresário que levanta a voz nas cobranças

Foto: Informe Blumenau

PS: Esta postagem e o vídeo foram feitos em agosto do ano passado. Repito agora pela eleição de Avelino Lombardi à presidência da ACIB na última segunda-feira.

O vice-presidente da ACIB, Avelino Lombardi, empresário do ramo de segurança privada, tem se notabilizado pela forte cobrança dos políticos. Pelos meios de comunicação ou pessoalmente. Recentemente, no último encontro do Fórum Parlamentar Catarinense com as lideranças empresariais de Blumenau, subiu o tom da cobrança com o senador Paulo Bauer (PSDB) e o deputado federal Rogério Mendonça, o Peninha (PMDB).

O Vale do Itajaí e Blumenau tem ficado para trás quando ao assunto são os investimentos públicos, federais e estaduais. Somos preteridos sempre e nos falta força de cobrança. E a voz de Avelino destoa um pouco da aparente passividade de nossas lideranças.

É, como todo o líder empresarial, um forte critico dos governos do PT.

Mas também não poupa o Governo do Estado. Na entrevista que fiz com ele na rádio Nereu Ramos, nesta quarta-feira, 10, fez duras cobranças a Raimundo Colombo: “esperamos que nos traga mais” e “a gente vai ter nova eleição, que ele (governador) não esqueça que os bairros de Blumenau vão cobrar quando ele vier pedir voto aqui”, foram duas expressões ditas por Avelino.

A grande reclamação é sobre a segurança pública. Destaca que temos a pior distribuição de efetivo de SC, em especial se comparar com Lages e Criciúma, terra do governador e do vice-governador, Eduardo Pinho Moreira (PMDB), respectivamente. “Elas recebem mais por conta de critérios políticos”, disse o empresário.

Segundo ele, aqui em Blumenau são 1 policial civil para cada 4,2 mil habitantes e 1 PM  para 1,35 mil habitantes. `E muito pouco, quase nada” destaca. Também atira pesado contras as secretarias regionais, transformadas recentemente em Agências: “não atende as comunidades”.

Na entrevista sobrou também, mesmo que indiretamente, para a atual administração municipal. Critica a falta de mobilidade urbana, o transporte coletivo, lembrou a não construção da ponte do centro e disse que o incentivo as empresas é “muito ruim”.

E terminou falando: “Blumenau merece muito mais”.

Na despedida, fora dos microfones, avisei que a frase acima era o slogan da campanha de Jean Kuhlmann (PSD). Ele não sabia.

Não sei em quem ele votará e nem conversamos sobre. Foi uma expressão solta, sem contexto com a candidatura do principal adversário do projeto de reeleição de Napoleão Bernardes (PSDB).

Mas mostra um sentimento.

Independente se sua posição política, é importante termos lideranças que pressionem também os políticos que estão perto de nós, da nossa aldeia.

A última parte da entrevista, quando Avelino Lombardi fala tudo que escrevi acima, você confere aqui em baixo.

 

 

1 Comentário

Deixe uma resposta