Servidores da Prefeitura de Blumenau decidem entrar em greve a partir da próxima semana

Foto: Sintraseb

Nem a chuva constante afastou os servidores públicos municipais da assembleia geral realizada na tarde desta quinta-feira, 30, em frente a Prefeitura.  O Sintraseb, sindicato da categoria, contabilizou cerca de 1.100 assinaturas na lista de presença, número maior que na assembleia da semana passada.

E os trabalhadores decidiram paralisar os serviços a partir da próxima terça-feira, 4 de junho. O Governo não apresentou nova proposta e os servidores não concordam em receber a reposição da inflação – 5,07% – em janeiro de 2020. A data base é agora em maio.

Por decisão da assembleia, todos os representantes por local de trabalho estão convocados para reunião extraordinária a ser realizada nesta sexta-feira, 31 de maio, às 15 horas, no auditório do sindicato, tendo como pauta a organização e as estratégias do movimento.

Para se ter uma ideia inicial do impacto que pode ocorrer, levantamento da Prefeitura sobre o funcionamento dos serviços nesta tarde apontavam 25 CEIs e 19 escolas que fecharam as portas a partir das 15 horas. 27 creches tiveram atendimento parcial, assim como sete escolas.

Na saúde, o impacto ainda é uma dúvida, pois nas quintas-feiras a tarde as 66 unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) ficam fechadas para realizar reuniões de planejamento, discussão de casos e participar de capacitações.

Mas, ao contrário do ano passado, arrisco a me dizer que o movimento dos servidores deste ano começa mais forte do que em 2017.

A Prefeitura pagou para ver, sabia que a greve seria o encaminhamento natural da assembleia. Talvez não apostasse na força da mobilização,

1 Comentário

  1. Greve é coisa de sindicato e de quem tem o emprego garantido . Peçam demissão e venham para a iniciativa privada , vamos ver se haverá greve . Esta descontente com o emprego , peça demissão , abra vaga para quem quer realmente trabalhar . Este recado não é para os professores , eles sim merecem ganhar bem , deveriam ganhar no mínimo o dobro de um vereador , que nada faz pela população , salvo em época de eleições .

Deixe uma resposta