Sem Ralf Zimmer, PROS fecha apoio para Carlos Moisés

Foto: Alesc

A disputa pelo inexpressivo – e enrolado – PROS em Santa Catarina tinha dois objetivos. Angariar cerca de 12 segundos de TV e ter/tirar o defensor público Ralf Zimmer do processo, ele que se colocava como candidato ao Governo. Sem chances de uma candidatura competitiva, Zimmer, autor do primeiro pedido de impeachment contra Carlos Moisés (Republicanos), mirava sua artilharia no governador, sendo interessante para todos adversários do projeto de reeleição e desconfortável para a candidatura oficial.

Depois de muita queda de braço, idas e vindas jurídicas, o lado de Carlos Moisés levou a melhor e trouxe o PROS para seu arco de alianças, totalizando sete siglas: Republicanos, PROS, MDB Podemos, PSC, Avante e DC.

Ralf Zimmer nega que esteja fora, diz que seguirá tentando na Justiça garantir sua candidatura. Dia 15 encerra o prazo do TRE para registro das candidaturas.

O PROS terá seis candidatos a deputado federal.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*