Sem pagamento do 13º, segue indefinição sobre situação dos ônibus de Blumenau

Foto: divulgação Secom

16 horas. Fim do expediente bancário do dia 16 de dezembro. A Glória ainda não depositou os valores para o pagamentos  do 13º salário dos trabalhadores. Há dois dias, o dono da empresa, José Eustaquio Urzedo teria garantido o pagamento, segundo as lideranças do Sindetranscol, o sindicato que defende os interesses da categoria.

Glória e Rodovel protocolaram um documento anunciando o pagamento na próxima sexta-feira.

Daqui a pouco a diretoria do sindicato reúne-se para definir o encaminhamento. Se não houver conversa e nem pagamento, a ameaça de greve é real, pelo menos na Glória, que é a maior empresa do Consórcio Siga, responsável por 66% do serviço.

Tentei falar com os responsáveis pela Glória, que obviamente não me atenderam. Também tentei pescar algo junto a Prefeitura, mas não consegui.

Estamos acompanhando de perto.

ônibus transporte publico

1 Comentário

  1. Caso ocorra mais uma greve , quem sofre são os usuários do transporte coletivo
    que já se acostumaram com a ineficiência da Prefeitura , do SETERB e de todos os envolvidos . E a tal da intervenção, serviu até agora para que ? Salvo pagar salario
    a comissionado e receber auxilio alimentação superior ao devido, nada se sabe .

Deixe uma resposta