Renomeação de secretarias é mais uma mostra do distanciamento entre Hildebrandt e Napoleão

Foto: arquivo/Facebook Napoleão Bernardes

É uma coisa boba, menor, mas tem um simbolismo. Nesta segunda-feira, ao anunciar a segunda etapa da reforma administrativa, o prefeito Mário Hildebrandt anunciou mudanças na nomenclatura de algumas secretarias.

Em fevereiro de 2017, quando Napoleão Bernardes (sem partido), oficialmente começou o segundo mandato com a nomeação da nova equipe, promoveu a mudança de nome de algumas estruturas, que agora , por determinação de Hildebrandt, voltam aos nomes originais.

A Secretaria de Gestão Financeira volta a ser da Fazenda, Desenvolvimento Urbano volta a ser Planejamento, Infraestrutura Urbana volta a ser Obras, Defesa do Cidadão volta a ser Defesa Civil. A denominação Relações Institucionais que foi colocada junto com a Comunicação para abrigar o então secretário Marco Antonio Wanrowsky (PSDB) vai para a nova Secretaria de Cultura.

Duas que mudaram em 2017 permanecem iguais: Manutenção e Conservação Urbana, antiga Serviços Urbanos, e  Promoção da Saúde, antiga Saúde.

As novas estruturas, com a vinda de autarquias e fundações, ficou assim: Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes; Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade; Secretaria Municipal do Esporte; Secretaria Municipal da Família – Pró-família e Secretaria Municipal de Cultura e Relações Institucionais.

Ou seja, é uma questão de semântica. Quando ainda sonhava com o Senado, Napoleão turbinou no marketing. Agora Mário impõe seu estilo.

“Ponto, objetivo”, disse sobre as mudanças durante a apresentação no Salão Nobre.

 

1 Comentário

Deixe uma resposta