Os primeiros nomes do segundo escalão da Prefeitura de Blumenau

Foto: Eraldo Schnaider/ Secom PMB

A partir desta quarta-feira, 1º de março, a lei com a reforma administrativa proposta pelo prefeito Napoleão Bernardes (PSDB) estará valendo.

Dos atuais 344 ocupantes de cargos comissionados hoje, entre 80 e 100 serão exonerados já a partir desta quarta. Os demais permanecem no segundo mandato, mas muitos em outras posições. Será grande a lista de remanejamento.

O mapa de ocupação destes cargos comissionados foi definida neste carnaval, entre os 13 partidos da aliança e os articuladores do prefeito, em especial Jean Havenstein, chefe de Gabinete. Falta ainda um ou outro ajuste,  lembrando que o primeiro escalão e alguns nomes já estavam garantidos. Entre os carimbados, está o pessoal do Samae, de Alexandro Fernandes, do Parque Vila Germânica e Turismo, de Ricardo Stodieck, e Marcelo Althoff que deixou de ser secretário para ser diretor na secretaria de Comunicação.

O critério para a ocupação destes cargos entre os partidos foi o numero de votos na eleição proporcional, o número de vereadores eleitos e o número de secretarias ocupadas. A cota pessoal de Napoleão Bernardes e do vice Mário Hildebrandt também será levada em conta.

Agora, estas indicações serão apresentadas para cada secretário, para saber se haverá algum veto.

São poucos nomes que consegui levantar.

Entre os candidatos derrotados a vereador pelo PSDB, Beto Tribess deve emplacar a Praça do Cidadão. João Paulo Taumaturgo,  a diretoria de Micro e Pequena Empresa, na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação. Helenice Luchetta pode ir parar no Gabinete do Prefeito e Maurício Goll uma diretoria de manutenção, na URB ou na Secretaria de Manutenção e Conservação Urbana. Sergio Galdino, ex-presidente da FMD ficará de fora.

Rafael de Oliveira, assessor jurídico da Faema, será o diretor da Praça do Empreendedor, indicação do DEM.

Rudolf Clebsch, do PMDB, ex-presidente do Seterb, deve ocupar uma diretoria da Fundação Municipal de Desportos. O candidato a vereador e ex-diretor do Cepread, Eliomar Russi, fica de fora da administração municipal.

O candidato a vereador pelo PP, Almir de Souza, conhecido como Paletó, vai emplacar um cargo, talvez na Agricultura.

O ex-vereador Robinho (PR) será o diretor geral da nova secretaria de Manutenção e Conservação Urbana.

Foto: Eraldo Schnaider/ Secom OMB

 

3 Comentário

  1. A nomeação dos secretários dependia da confirmação dos nomes na mesa diretora da câmara e a nomeação dos segundo escalão vai depender da votação da escola de samba campeã do grupo especial, por isso a demora, depois a nomeação do terceiro escalão dependerá se o metropolitano ficar ou não no campeonato catarinense. Então é importante que os acordos sejam mantidos e as votações conforme o combinado, se não; nada feito.

  2. Loteamento da maquina pública para pagar favores de campanha , isto é uma vergonha . Mas o mais vergonhoso é ver o nome de uma pessoa investigada pelo ministério público sendo levado ao cargo de diretor geral de secretaria . Depois os puxas do Prefeito não querem que façamos criticas , mas elogiar como ?
    Blumenau merceia coisa melhor .

Deixe uma resposta