Opinião: falando com meus botões

Foto: Marcos Corrêa/PR

Falar com os próprios botões, não representa grande risco. Daí resolvi me arriscar e publicar as conclusões dessa conversa fantasiosa.

Meus sábios botões apontaram a saída dessa encalacrada em que meteram o Brasil. Seria encontrada com a renúncia do Jair. Todos sairiam ganhando. Senão vejamos:

O Brasil voltaria a respirar um ar mais salubre, tá certo que quem assumiria é o Mourão, que, apesar de tudo, é melhor do que o Bolsonaro, aliás ninguém pode ser pior. Duvido!

O Moro, apoiado pela Globo continuaria e daí protegeria os milicianos e outros tantos que habitam as sombras (que assim continuariam tranquilos).

O Guedes continuaria porque tem tarefa a terminar passada pelos ricaços (que igualmente ficariam contentes), mas o Mourão conteria ao menos um pouco os arroubos entreguistas. Espero.

Parte do parlamento adesista se grudaria no Mourão e a oposição ao menos teria chance de algum diálogo (inviável com a intolerância do Jair). E como sabem o diálogo é imprescindível, ao menos nas Democracias. E o ganho seria um pouco mais de racionalidade e governabilidade.

A mídia ao menos não seria achincalhada e a grandona talvez tenha aprendido a lição (que a hecatombe bolsonaristas propiciou). Que susto hein, rede Globo? Atacar o Jair e bajular (até com falácias) as medidas genocidas do Paulo Guedes foi tarefa de ilusionismo que requereu grande talento e criatividade. Não é? Ainda bem que contaram com as “caras e bocas” do Bonner. O cara é mágico.

E imagino que depois desse choque cruel de realidade promovida pelo Jair, asseclas e seguidores, o STF passe realmente a proteger a Carta Magna e que as instâncias de controle do Judiciário e do MP possam conter os excessos e assim passem a privilegiar o Estado Democrático de Direito. Ganhariam com a imagem e o prestígio resgatados.

Ele, Bolsonaro, com a renúncia, continuaria a ser um mito para quem acredita em mitos. Voltaria a morar naquele famoso condomínio com uma vizinhança que lhe tem grande apreço (embora, conste que não há unanimidade entre os condôminos). Poderia voltar a pescar com o Queiroz (que protegido pelo Moro, pediria desculpas por tudo que fez ao longo dos anos e seria perdoado). Tomara que não o façam em área ambientalmente protegida.

Faltou alguém? Ah! Sim! Tem o Olavo. Mas ele continuaria onde sempre esteve, no ostracismo, o limbo das mentes perturbadas. Ou quem sabe a sua filha conseguiria convencê-lo a consultar um bom psiquiatra e daí ele e o mundo ficariam bem melhor. Sei lá!

Mas, e a Michelle de Paula Firmo Reinaldo Bolsonaro? Seria então ex-Primeira Dama e daí não sei se teria direito a procedimentos de cirurgia plástica para esticar aqui, avantajar ali e aperfeiçoar a silhueta. Contudo nada que depósitos advindos de alhures não possam resolver, como consta que era habitual.

Acho que restam inefáveis 01, 02, 03. Aí reside a minha grande dúvida. Acho que eles seriam contra a solução da renúncia do homem por que, filhos mimados que são, perderiam a possibilidade de ocupar embaixadas, outras sinecuras e espaço na mídia comprometida, além da valorosa proteção institucional. Mas sem outros horizonte, podem abrir cursos virtuais do tipo “como disseminar fakes com maestria”. Acho que maestria não é o caso, talvez com grosseria seja uma chamada mais verdadeira.

E finalmente, quanto ao povo? Bem, o povo ficaria aguardando as próximas eleições. E talvez aquela parcela que foi ludibriada passasse a exigir debates e exposição prévia de planos de governo para assim votar melhor. Bem, tomara que não surja nenhuma facada teleológica e milimetricamente precisa durante a campanha.

Correção: meus botões alegam que não contribuíram e eles tem razão, dado o calorão eu estou sem camisa (ar condicionado dispara a conta escorchante de luz).

3 Comentário

  1. “Honestidade é um presente caro, não espere isto de pessoas baratas .”

    Com esta frase , deixo minha opinião sobre o texto . A frase não é minha , é dos meus botões .
    Mas meus botões não são partidários de um socialismo demagogo , não pregam o socialismo barato , não apoiam quadrilhas , não andam de carro importado e pregam a divisão de renda e patrimônio , são botões que querem ver um país melhor, onde as pessoas possam ter uma vida digna , pelo esforço pessoal e não através da corrupção e da politicagem .
    Continuo observando e continuo apoiando para que tenhamos um Brasil acima de tudo e Deus acima de todos .

  2. Que credibilidade pode ter uma JORNAL, INFORMATIVO com o comentário deste nível, com conteúdo totalmente fora da realidade, do bom senso, do mínimo de informações com base nos fatos. Realmente a mídia está descendo ao nível mais baixo.

Deixe uma resposta