O que entra e o que fica de fora dos pleitos de Blumenau na visita do Governador Carlos Moisés

Foto: Secom SC

O anúncio de que o governador Carlos Moisés (PSL) virá para Blumenau na próxima segunda-feira liberar R$ 34 milhões para investimentos na cidade é saudada, mas com críticas.

Consenso apenas para o Centro de Convenções, que receberá R$ 27 milhões, obra solicitada pelo prefeito Mário Hildebrandt e lideranças empresariais de Blumenau, promessa antiga do ex-governador Raimundo Colombo (PSD).

Os R$ 3 milhões para o Hospital Santo Antônio, dinheiro referente a serviços prestados ainda em 2017, também fazia parte da reivindicação sobre dívidas, atendido de forma parcial.

Já os R$ 4 milhões para o balizamento noturno e o muro no entorno da área do Aeroporto Quero Quero foi uma surpresa, um coelho na cartola que resolve também um problema do Governo do Estado, que é a operação do Helicóptero Arcanjo. Dinheiro que vinha sendo buscado pela Prefeitura em Brasília, com muita promessas, mas sem encaminhamento prático.

Tem ainda os R$ 300 mil para o 10º BPM, responsabilidade do estado.

Outros pleitos importantes ficaram de fora e são alvo de questionamentos: Margem Esquerda no centro da cidade, Complexo Penitenciário, Investimentos para Pôlders e diques, manutenção de recursos para o Programa Entra 21, doação Imóvel Rua Itajaí ( o do antigo Centro de Saúde) para o Município e acertar as dívidas para os hospitais.

Tem ainda outras situações que se arrastam.

Prolongamento SC 108, na Via Expressa, Escola na  Itoupavazinha, construção quadra CEDUP , quadra Pedro II R$ 500 mil, reforma Escola Governador Celso Ramos e mobília para o Centro de Inovação de Blumenau.

 

3 Comentário

  1. Com o Centro de Eventos de Balneário Camboriú o de Blumenau, tão próximo, não ficaria comprometido? Esses 27 milhões (ver para crer) não seriam melhor aplicados na Margem Esquerda (aproveitável todo o o ano por milhares de pessoas) e outros projetos citados na reportagem, em especial o prolongamento da via expressa?

  2. se não ajuda reclamam, e quando ajudam reclamam tb, porque não vão catar coquinho.

  3. O que é mais importante , 27 Milhões para o centro de convenções ou regularizar as pendências com o hospital Santo Antonio que estão vigentes desde 2017 ?

    Se fizerem uma pesquisa , acredito que todos optariam por sanar as dívidas com o Hospital.

Deixe uma resposta