Movimento Aliança Pelo Brasil vai apoiar candidaturas em Blumenau

Foto: redes sociais

Uma liderança do Movimento Aliança Pelo Brasil de Blumenau, Dirlei Paiz, diz que o grupo de pessoas mobilizadas para a formação do partido pensado por Jair Bolsonaro vai apoiar candidatos a prefeito e vereador na cidade.  Dirlei, pastor da Assembleia de Deus, foi uma das lideranças do recente ato de apoio ao presidente, contra o Congresso, Supremo e afins.

Como o Aliança – o que já era esperado e certamente foi pensado com antecedência – não ficou apto do ponto de vista legal a participar da eleição, Dirlei fala que ainda não há definição de nomes, mas até as Convenções Partidárias que confirmam as candidaturas, que vão de 20 de julho a 5 de agosto, o movimento definirá. “Estamos aguardando as convenções, para ver as alianças na majoritária. Hoje estamos avaliando cenários”, garantindo que haverá apoio a uma chapa majoritária.

Segundo Dirlei, duas pessoas ligadas diretamente ao movimento são pré-candidatos a vereador, por outro partido por força legal e o que não significa apoio a sigla que dará guarida para eles serem candidatos. É a missionária Prescila de Andrade, do PSL, e Jélcio Padilha, do para mim desconhecido Democracia Cristã.

Na foto que ilustra este post, Dirlei está com Danilo Machado, também pastor, mas da Igreja Habitação do Senhor,  mostrando a força do presidente junto aos Evangélicos e a linha de frente dos mesmos na defesa do atos do Governo.

3 Comentário

  1. “Deputado Alba preferiu apoiar o Governador Moisés na briga contra o Bolsonaro. Por isso, não deverá receber apoio do Aliança.” Foi o que me disse minha amiga, deputada Ana Campagnolo.

  2. Não existe lideranças do Aliança pelo Brasil em Blumenau!
    Apenas voluntários para coletas assinaturas!

Deixe uma resposta