Ministério da Saúde cancela compra de todos os respiradores vindos do exterior

Foto: Rogério Santana/Governo do RJ

O Ministério da Saúde suspendeu todos os contratos firmados com empresas do exterior para a compra de respiradores destinados ao tratamento da Covid-19. Segundo o novo secretário do Ministério, o empresário Carlos Wizard, o Brasil tem condições de, por meio da indústria nacional, dar conta da demanda necessária.

Até o momento, a pasta distribuiu 2.651 respiradores, em 22 estados. Desses, 1.039 foram entregues no último final de semana. Em entrevista à CNN Brasil, Wizard afirmou que o Brasil estava pagando um valor acima do razoável. “Fiz um trabalho gigantesco de prospecção de mercado nacional e internacional. E estipulamos que não pagaríamos mais de US$ 10 mil por aparelho. Quando passamos a estudar o cenário, os aparelhos que estavam vindo da China, Alemanha, Inglaterra, estavam por US$ 20 mil, US$ 30 mil”, disse Carlos para a emissora.

O empresário, que foi convidado à compor a pasta pelo general Eduardo Pazzuelo, ministro interino da Saúde, afirmou que “puxou o freio de mão” e sugeriu o fortalecimento da indústria nacional. Segundo o secretário, em maio “a indústria nacional entregou 1.622 respiradores”.

Fonte: Congresso em Foco

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta