MDB e Marcelo Lanzarin, o fim do casamento que durou uma eleição

Foto: CMB

A executiva do MDB de Blumenau anunciou nesta quinta-feira a desfiliação do presidente da Câmara, Marcelo Lanzarin, antecipando-se a saída dele na janela eleitoral que começa em março.

Segundo a nota, “após um amplo debate entre a executiva e o vereador decidiu-se pela liberação do mesmo, sem prejuízo ao mandato, tendo em vista o que regulamenta a lei eleitoral.

Com esta decisão, ambas as partes poderão construir seus caminhos políticos. O MDB de Blumenau trabalha para organizar candidatos e candidatas e parcerias com vistas à eleição municipal deste ano.”

Foi o fim de um casamento selado em 2016, para a última eleição municipal. Lanzarin na época lançou-se candidato a prefeito, mas concorreu a vereador, chegando a presidente nos dois últimos anos.

Por incrível que pareça, a saída de Lanzarin pode ser benéfica para o MDB, em especial para a composição da nominata de vereadores, pois pode motivar a entrada de outras lideranças que seriam ofuscadas pelo vereador.

O próximo passo do atual presidente do Legislativo é uma incógnita. Um caminho natural seria o DEM, pela afinidade com o ex-prefeito João Paulo Kleinübing, de quem foi secretário de Saúde. Mas o caminho natural está sendo pautado pelo pragmatismo eleitoral e como o Democratas já tem dois vereadores candidatos à reeleição, talvez isso não aconteça.

Mas saberemos até 3 de abril, prazo máximo para quem quiser concorrer estar filiado a algum partido político.

1 Comentário

  1. O JP já escolheu o vice ?……..eles não dão ponto sem nó , tem coelho neste mato .

Deixe uma resposta