“Lives” viram trunfo para Mário Hildebrandt apresentar ações da Prefeitura e turbinar o projeto de reeleição

Foto: PMB

Vejo algumas pessoas questionando as “lives” da Prefeitura de Blumenau, questionando o valor pago a elas – cerca de R$ 20 mil por mês -,  mas entendo que as transmissões ao vivo diárias são um importante instrumento para que  o Poder Público se comunique com a população nestes tempos de pandemia.

Se elas geram uma grande visibilidade para o prefeito Mário Hildebrandt (Podemos), pré-candidato à reeleição, faz parte do jogo, entra na conta do imponderável. Ele não planejou a pandemia.

É certo que o prefeito se aproveita das transmissões para reforçar as ações que a Prefeitura – e consequentemente sua imagem –  tem feito para combater o Coronavírus, mas cumpre o papel institucional.

A comunicação adotada pela Prefeitura para enfrentar a pandemia – sim, esta é uma outra importante área de atuação, ainda mais em tempo de fake news – tem sido assertiva. Cumpre bem seu papel institucional e público.

Mas as “lives”, transmissões ao vivo pelas redes sociais, foram um “achado” para a comunicação da pré-campanha e tem sido usada a exaustão para fazer a prestação de contas, relembrar ações de Governo, anunciar futuros investimentos e fazer promessas.

Também faz parte do jogo. Podem dizer que se gasta dinheiro público com as transmissões, mas vale o mesmo para a propaganda institucional. Se torce o nariz, mas existe desde sempre e em todas as  esferas de poder, sem ilegalidade alguma.

E a Prefeitura usa o limite do prazo – ampliado, por conta da Pandemia – da Legislação Eleitoral, pois a partir do dia 15, sábado a ” publicidade institucional dos atos praticados por agentes públicos também ficam suspensas, bem como programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos ou de entidades da administração indireta, salvo em situação de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral.

Conforme a legislação, os agentes públicos não podem fazer pronunciamento em cadeia de rádio e televisão, fora do horário eleitoral gratuito, salvo se, a critério da Justiça Eleitoral, o pronunciamento tratar de matéria urgente, relevante e que esteja relacionada às funções de governo.”

A matéria não diz sobre Internet, mas é arriscado prosseguir com a estratégia – aqui não me refiro nas ações de combate ao Coronavírus –  como a adotada nesta quarta-feira, quando anunciou uma série de investimentos de prevenção e projetos de obras de contenção, drenagem e manutenção permanente de ribeirões e anunciou novidades sobre a abertura da ligação entre os bairros Velha e Garcia. 

Sobre o anúncio, você pode conferir o vídeo completo acessando aqui.

 

1 Comentário

  1. Políticos são como fraldas , precisam ser trocadas com frequência , pelo mesmo motivo .

Deixe uma resposta