Justiça impõe medida restritiva contra vereador de Blumenau

O assunto está rolando a uma semana e confesso que fiquei receoso em transformá-lo em notícia por conta de ser uma questão muito familiar. Mas depois de várias conversas, analisar os documentos e refletir bastante, publico esta postagem, sob pena de ser conivente caso aconteça algo pior.

O juiz Frederico Siegel determinou que o vereador Jovino Cardoso Neto (PROS) fique afastado de sua esposa e sua residência atendendo a solicitação de Débora Adriano Cardoso, que relatou agressões e ameaças que teriam sido feitas pelo parlamentar. O juiz também determinou que Jovino participe de um programa na Secretaria de Desenvolvimento Social durante seis meses.

A briga dividiu a família e foi parar na polícia, com registro de boletins de ocorrência de ambas as partes. De um lado a mãe e o filho mais velho e do outro os dois filhos menores, que registraram BO contra a mãe e o irmão mais velho.

Tentei falar com o vereador, mas ele não retornou.Continuarei tentando.

 

 

 

1 Comentário

  1. “… sob pena de ser conivente caso aconteça algo pior…”

    Eu acho que você precisa revisar o juramento que você fez ao se formar jornalista! Conivente você foi com o agressor enquanto sabia do tema e não divulgou!

    Ou o “algo pior” é você parar de receber verba do dele?

    Fala sério Gonça eu não sabia que tu tinha um perfil tão interesseiro!

Deixe uma resposta