Ex-gerente da Faema preso tem mais um Habeas Corpus negado

É mais uma derrota para o ex-gerente da Faema Carlos Alberto Gonçalves, preso em flagrante desde o dia 19 de julho por tentar extorquir pessoas ligadas a uma obra em Blumenau.

No dia 15 último, o Tribunal de Justiça analisou o pedido da defesa do ex-gerente e decidiu que ele deve permanecer preso.

Recentemente, o juiz Frederico Andrade Siegel, da 2ª Vara Criminal de Blumenau, também havia negado o pedido de revogação preventiva feito aqui na cidade.

Sobre a prisão de Carlos Alberto Gonçalves, leia aqui.

1 Comentário

  1. Correto o juiz , errou , pague pelos seus erros .

    Mas uma coisa ninguém fala , quem indicou um sujeito para cargo comissionado que possui antecedentes ( conforme o Juiz ) ?

    O silêncio é brutal , será porque ?

Deixe uma resposta