Especial: revitalização do Aeroporto Regional de Blumenau

Uma reivindicação antiga da comunidade começou a sair do papel: a revitalização do aeroporto Quero-Quero, de Blumenau. No total, serão investidos R$ 5,6 milhões para cercamento e balizamento noturno da pista.

Após a finalização dos trabalhos, o aeroporto terá condições de funcionar 24h. Atualmente, as aeronaves precisam pousar ou decolar antes do pôr do sol, devido a falta de iluminação na pista.

As melhorias vão trazer impactos significativos, principalmente na área da saúde. As aeronaves dos Arcanjos (de todas as regiões do Estado) e da Central de transplantes, poderão pousar em Blumenau em qualquer horário.

A equipe do Informe Blumenau produziu uma reportagem especial sobre as mudanças no aeroporto.

Confira:

1 Comentário

  1. Passado mais de 20 anos, o gargalo aeroportuário em Blumenau continua o mesmo, pista de pouso curta, estreita, asfalto mole e sem voo por instrumento GPS.
    Nesse espaço de tempo, a aviação regional evoluiu do turboélice de 50 lugares para o de 70 lugares. Agora, se prepara para os novos turboélices de alto desempenho de 80, 90 e 100 lugares em desenvolvimento pela Airbus, ATR e Embraer. Mas, a pista de pouso continua a mesma, curta, estreita, asfalto mole, sem voo por instrumento. O local consegui apenas uma cerca e um balizamento.
    “Os evolucionistas” acreditam que o turboélice de 09 lugares da aviação sub-regional é a solução e o futuro.
    Para outros, o advento dos jatos regionais de 118, 136, 138 e 144 nunca aconteceu no Brasil, embora as congêneres já tenham 102 unidades em suas frotas.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*