Eleições americanas: derrota parcial de Trump

Foto: Jim Watson/AFP

No resultado das eleições de meio mandato, as chamadas “midterms”, o governo Trump foi derrotado parcialmente. Pela primeira vez em oito anos, o Partido Democrata conquistou a maioria na Câmara dos Representantes. No entanto, o Partido Republicano aumentou sua presença no Senado.

O pleito elegeu uma nova Câmara, renovou um terço do Senado, além de mais de 75% dos governos estaduais.

Os republicanos, que tinham a maioria nas duas casas, facilitavam a agenda do governo Trump.

Todas as 435 cadeiras da Câmara estavam em disputa, e um partido precisava de 218 eleitos para garantir a maioria. Para os democratas, isso significava ter que “roubar” 24 postos de seus adversários, o que eles conseguiram. No momento em que os democratas conseguiram 219, o Partido Republicano somava 193 deputados eleitos.

Com o domínio democrata na Câmara, os opositores de Trump passarão a ocupar mais cargos nas comissões internas e devem ampliar as investigações sobre o governo.

Destaques:

A democrata Alexandria Ocasio-Cortez, de Nova York, se tornou a mulher mais jovem a ser eleita para a Câmara, aos 29 anos.

As democratas Ilhan Omar, de Minnesota, e Rashid Tlaib, de Michigan, se tornaram as primeiras mulheres muçulmanas eleitas para a Câmara.

As democratas Deb Haaland, do Novo México, e Sharice Davids, de Kansas, são as primeiras mulheres de origem indígena a se elegerem para a Câmara.

Em Mississippi, nenhum candidato obteve 50% dos votos na eleição especial para a segunda vaga do Senado, e uma nova votação será realizada em 27 de novembro.

Bernie Sanders, ex-pré-candidato à presidência, conquistou com facilidade seu terceiro mandato como senador por Vermont.

O republicano Ted Cruz, ex-pré-candidato à presidência, manteve sua vaga no Senado em uma das mais acirradas disputas deste ano, ao vencer Beto O’Rourke.

Greg Pence, irmão mais velho do vice-presidente Mike Pence, foi eleito para a Câmara por Indiana.

Jared Polis, do Partido Democrata, se tornou o primeiro governador abertamente gay dos EUA ao vencer a disputa em Colorado.

Governadores:

As eleições para governador ocorreram em 36 de 50 estados americanos. Os democratas venceram em 15 estados e os republicanos em 18. Dois estados — Alaska e Connecticut — aguardam a contagem final dos votos. Na Geórgia, onde a apuração já terminou, a candidata democrata Stacey Abrams ainda contesta o resultado da votação, que deu a vitória ao republicano Brian Kemp.

Os democratas venceram em sete estados que, nas eleições anteriores, deram vitória aos republicanos: Nevada, Novo México, Kansas, Wisconsin, Illinois, Michigan, e Maine. O Partido Democrata passa então a comandar 22 dos 50 estados no país; e o Partido Republicano, 25, sem considerar a Geórgia.

Da redação, com informações do G1

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta