CPI nos novos ônibus da Piracicabana

Fotos: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

O Jefferson dos Santos, do Notícias do Vale, tirou as fotos e observou a curiosidade.

As placas de alguns ônibus da Piracicabana que chegam para fazer o serviço do transporte coletivo em Blumenau tem como letras que antecedem os números, CPI. Assim, nesta ordem.

Não sei quantos são, talvez seja só um.

A ironia é válida, pois o governo Napoleão e sua base na Câmara sepultaram  a ideia proposta pela oposição, quando rolou o imbróglio com o vereador Becker, então sem partido, hoje no Democratas. Para quem não lembra, ele assinou pela CPI e depois de uma conversa a pé de ouvido com Éder Boron, atual articulador do prefeito Napoleão no Legislativo, voltou atrás gerando uma discussão ética e jurídica.

Para deixar claro. O Informe Blumenau até entende que a Câmara Municipal deveria ter uma participação mais efetiva durante a crise no transporte coletivo, mas uma Comissão Parlamentar de Inquérito neste momento do processo eleitoral serviria apenas para alavancar candidaturas da oposição.

É importante repetir e reafirmar a posição.  Os vereadores de Blumenau se omitem em não criar uma comissão de acompanhamento do processo. Comodamente, deixam a responsabilidade para o Executivo.

Claro, existem as exceções.

Sim, o parlamento não deve servir para palanque eleitoral, mas também não pode servir de vaca de presépio, Maria vai com as outras, dar amém para tudo.

Enquanto isso, ironicamente, a expressão CPI irá circular pelas ruas de Blumenau pelos ônibus da Piracicabana.

3 Comentário

  1. Bem observado , esta empresa tem problemas com licitação no Distrito Federal e duas outras cidades do Paraná . Porque será que a Prefeitura de Blumenau escolheu justamente a Piracicabana para atendimento
    emergencial ? Tem coelho neste mato , e o povo de Blumenau vai pagar o pato outra vez .

  2. Algumas perguntas sobre o assunto:
    -Porque a Prefeitura vai aceitar onibus sem cobrador , já que para o Siga isto não foi aceito ?
    -Porque a nova empresa poderá utilizar onibus inferior ao Siga , já que para o SIGA isto não foi aceito?
    -Qual vai ser o preço da passagem , já que para o SIGA não foi dado o aumento que seria correto?
    Sobre os veiculos : O Siga tinha que utilizar veiculos que consumiam em torno de 1 litro de diesel a cada 2,0 KM , a Piracicabana podera utilizar veiculos inferiores, que gastam em torno de 4,5 km com 1 litro de diesel .Várias benicies a Piracicabana que não foram negociadas com o Siga nos últimos 03 anos ….PORQUE ?

Deixe uma resposta