Contas de 2019 da Prefeitura de Blumenau são aprovadas, com um voto contrário e duas abstenções

Foto: CMB

Com o voto contrário de Emmanuel Tuca (Novo) e as abstenções de Adriano Pereira (PT) e Carlos Wagner (PSL), a Câmara de Vereadores de Blumenau aprovou, nas sessões ordinária e extraordinárias realizadas nesta quinta-feira, 10m as contas da Prefeitura Municipal de Blumenau do exercício financeiro de 2019.

Na discussão do projeto, o vereador Tuca disse que o Tribunal de Contas, em seu parecer, elencou diversos pontos que considera possíveis irregularidades na contas aprovadas pelo órgão fiscalizador. São elas: possíveis improbidades relacionadas ao ISSBLU, a meta de atendimento a pré-escola fora do percentual mínimo estipulado, além do fato de o Conselho Municipal de Saúde e o Conselho de Alimentação Escolar não terem remetido ao TC seus pareceres, em descumprimento à legislação. “Por esses motivos eu voto pela rejeição das contas”, disse.

O líder do governo, vereador Marcelo Lanzarin (Podemos), assinalou que causaria estranheza se a prestação de contas de uma cidade da magnitude de Blumenau fosse aprovada sem nenhuma observação. Ele ressaltou que as contas foram aprovadas pelos conselheiros do Tribunal de Contas por unanimidade, e que as observações que eles fizeram não comprometem a gestão.

projeto foi aprovado com 11 votos favoráveis.

 

1 Comentário

  1. Algo obvio , maioria dos vereadores são subservientes ao executivo.

Deixe uma resposta