Confira o que avançou na duplicação da BR 470 em um ano

Foto: Informe Blumenau

No final de novembro de 2017, o superintendente do DNIT, Ronaldo Carioni, esteve em Blumenau para uma vista parecida como a realizada nesta segunda-feira, 10. Nas duas oportunidades, ele veio explicar para lideranças empresariais do Comitê Pró-Duplicação da BR 470 o estágio das obras nos quatro lotes da rodovia.

A novidade é que, ainda este ano, os primeiros oito quilômetros da duplicação serão “inaugurados”, no trecho de Gaspar, mas ainda provisoriamente, pois o trecho original ainda não será revitalizado.

No mais, muito pouco.

Como o Informe Blumenau acompanhou os dois encontros, faz um comparativo da evolução (?) das obras.

O lote 1, entre Navegantes e Luís Alves, com extensão de 18,6 km, está com 40% da obra concluído. No final de 2017 estava 23% dos trabalhos realizados.

O lote 2, de Luis Alves a Gaspar, com 26 km, é o que está menos atrasado, com 66% da obra concluída. Há um ano, era 46%.

No lote 3, o de Blumenau, tínhamos apenas  6% dos trabalhos feitos nos 13 km de extensão até o final de novembro de 2017.  A demora era atribuída as desapropriações, que avançaram um pouco.  Hoje são 14% de obra realizada.

Já o lote 4, de Blumenau a Indaial, de 15 km de extensão, as obras nem tinham começado e agora estão praticamente na mesma situação, com apenas 2% dos trabalhos executados. Aqui o problema também são as desapropriações.

Confira a fala do superintendente sobre o estágio atual das obras.

Muito do dinheiro do orçamento previsto para vir este ano não chegou e a dotação orçamentária para 2019 ainda não se sabe. O Informe Blumenau transmitiu ao vivo a fala de Ronaldo Carioni nesta manhã, no SESC, confira aqui.

Sobre a reunião do ano passado, é possível você relembrar aqui.

Sobre os mutirões de desaproriações, em breve estará aqui.

E também sobre a falta de representatividade política na reunião desta segunda, leia aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta