Caso Elza Pacheco: comando da ADR e Gerência de Educação falam linguagens diferentes

Foto: imprensa ADR

O secretário executivo da ADR Blumenau, Emerson Antunes (PSD) e o seu gerente regional de Educação, Eliomar Russi (PMDB), falaram coisas diferentes sobre o  o evento na escola Elza Pacheco, que gerou tanta repercussão por conta da moção de repúdio da Câmara de Vereadores.

Eliomar Russi  deu entrevista nesta sexta-feira, 27, para a rádio Nereu Ramos onde diz: “Está mantido, como dissemos, a escola tem autonomia para realizar o evento, cabe a nós como gerente regional de Educação verificar o contexto do ponto de vista legal e pedagógico e como está contemplado do ponto de vista do plano de educação a escola tem autonomia.”

Surpreendentemente, a ADR enviou uma nota oficial no final da tarde onde diz os seguinte.  “A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) Blumenau realizou reunião nesta tarde com a Gerência Regional de Educação e direção da Escola Estadual Elza Pacheco para tomar conhecimento da metodologia e do plano de trabalho para a realização da Festival de Cinema que será realizada na unidade escolar. O projeto apresentado, bem como a moção da Câmara municipal de vereadores seguem sob análise.”

Não entendi e liguei para o Emerson, que confirmou o teor da nota. Falei sobre a entrevista do Eliomar e ele disse que não era a posição oficial da Agência de Desenvolvimento Regional.

Tenho uma admiração e simpatia pelo Emerson, que chegou a ser meu aluno no curso de jornalismo. Tomara que sua ligação com o deputado Ismael dos Santos (PSD), também da Assembleia de Deus como o vereador Marcos da Rosa (DEM), não tire a lucidez dele.

1 Comentário

  1. Por que ter uma ligação com qualquer religioso tiraria a lucidez de alguém?
    Depois quer falar de preconceito, mas fala asneiras em relação a cristãos, ridículo! Cada vez menos vontade de acompanhar esse site.

Deixe uma resposta