Bolsonaro deixa o hospital, tarifas zeradas para importação de bens de informática e a reforma tributária vem aí

Foto: Rahel Patrasso/Reuters

Bolsonaro deixa o hospital

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) recebeu alta e deixou, pouco antes das 15h, o hospital Vila Nova Star, onde estava internado desde 7 de setembro.

O presidente, agora, irá para Brasília, onde continuará sua recuperação. Bolsonaro passou por uma cirurgia na hérnia decorrente de operações passadas feitas em razão do ataque a facada que sofreu em setembro do ano passado durante a campanha eleitoral.

Tarifas zeradas

A Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia zerou as tarifas de importação de vários bens de capital e de bens de informática e telecomunicações. Os itens beneficiados são máquinas e equipamentos industriais sem fabricação nacional, todos na condição de ex-tarifários.

Originalmente, esses bens são tributados com alíquotas como 12%, 14%, 16%, 18%. A decisão consta de duas resoluções publicadas no Diário Oficial da União (DOU) de hoje. As medidas entram em vigor em dois dias úteis e terão vigência até 31 de dezembro de 2020.

Reforma tributária

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta segunda-feira que acredita ser possível a votação da Reforma Tributária em uma das Casas do Congresso ainda em 2019 e que “não tem chance” de uma nova contribuição sobre movimentações financeiras (CPMF) ser aprovada.

“As duas Casas estão trabalhando [na Reforma Tributária]. Se tudo der meio certo, em uma Casa vai votar, mas estamos trabalhando para votar nas duas. As coisas estão andando, agora é importante construir um texto que possa de fato simplificar o texto tributário brasileiro”, disse o deputado a jornalistas após um evento com empresários e políticos em São Paulo.

Para o presidente da Câmara, é necessário, primeiro, que o Executivo federal envie sua proposta da reforma tributária, para ser anexada à proposta enviada pelos Estados.

Com informações: G1 e UOL

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta