Blumob anuncia que só negocia com trabalhadores se tiver mediação da Justiça

Foto: Secom/divulgação

A Blumob emitiu uma nota nesta terça-feira, 5, onde diz que topa prosseguir a negociação, desde que mediada pela Justiça do Trabalho. Havia uma expectativa do sindicato de nova negociação para esta quarta-feira, lembrando que na quarta passada os representantes da empresa não apareceram, o que culminou com a paralisação de duas horas no começo da manhã de quinta-feira passada, 31.

Segue a nota da Blumob.

“Diante da greve promovida pelo sindicato no ultimo dia 31 de outubro, com interrupção total dos serviços de transporte coletivo, mesmo com negociação em pleno andamento e com a convenção coletiva naquela data em pleno vigor, houve o ajuizamento de medida judicial preparatória de dissídio coletivo, a qual leva segurança jurídica ao procedimento e busca por vias pacíficas a elaboração de adequado instrumento coletivo.

A continuidade do procedimento negocial por vias pacíficas não fica prejudicada, mas, como dito, deve ocorrer sob mediação da justiça com o objetivo de garantir segurança jurídica à todas as partes, incluindo os usuários do transporte coletivo.

É esperado ainda que haja cumprimento integral da medida cautelar decidida pelo TRT, que estabeleceu que o sindicato abstenha-se de greves e paralisações sem devida aprovação em assembleia, e mantenha 90% do total de pessoal ativo em trabalho.

Reforçamos que, conforme proposta feita pela empresa para que a negociação avançasse de forma saudável, além de alternativas apresentadas para estudo da parte laboral, considerou-se a garantia integral dos direitos e benefícios contidos na convenção coletiva anterior e reajuste dos índices econômicos pela inflação, sendo estas propostas coerentes com o momento econômico, social e, em especial, da responsabilidade para o controle da tarifa do transporte coletivo da cidade.”

 

1 Comentário

  1. Correta a Blumob , negociar com Sindicato somente com a mediação da justiça do trabalho .

    Pergunto : Sindicalista usa o transporte coletivo ?

Deixe uma resposta