Arcanjo 3, jogada ensaiada ou oba oba desnecessário?

Sobre o grande alarde feito em torno do helicóptero Arcanjo 3, que vai atuar em Blumenau durante o mês de outubro. Não entendo tanto confete por um serviço que vai durar  menos de trinta dias na cidade, visto que esta aeronave é alugada e estava substituindo outra sediada na capital, consertada antes do prazo.  A não ser que haja uma jogada ensaiada aqui. Explico.

Foto: Bombeiros/SC
Foto: Bombeiros/SC

Como todos sabem, esta é uma reivindicação histórica do Vale de Itajaí, que beneficiaria outras regiões próximas também.  O número de ocorrências de emergência aqui é um dos maiores do estado, de acordo com levantamento do próprio Corpo de Bombeiros. Na solenidade de “entrega” da aeronave ontem em Blumenau, muitos aplausos para o Governo do Estado e pedidos para a permanência definitiva do Arcanjo na cidade por várias autoridades importantes. Entre elas,   gente graúda do Governo Colombo, como o secretário da Saúde João Paulo Kleinübing (PSD) e o secretário de Desenvolvimento regional, Cássio Quadros.

As estatísticas indicam a necessidade, as autoridades aliadas pedem e a comunidade de Blumenau e região clama. Fazer um oba oba para comemorar um “empréstimo” de equipamento importante como este não faz muito sentido, a não ser que lá na frente o  governador se sensibilize com o pedido das lideranças locais e a mobilização de todos e determine a permanência definitiva.  Caso não aconteça, não faz sentido toda esta comemoração.

Segue o release da Secretaria de Comunicação do Governo
CORPO DE BOMBEIROS MILITAR CAPACITA EQUIPES DO SAMU E
APRESENTA HELICÓPTERO QUE ATUARÁ NO VALE DO ITAJAÍ

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) apresentou nesta segunda-feira (05/10) em Blumenau a aeronave Arcanjo 03 – helicóptero que permanecerá na região durante o mês de outubro para a prestação do serviço aeromédico especializado e o emprego em operações de busca, resgate, salvamento e apoio a instituições municipais, Estaduais e Federais em missões nos municípios do Vale do Itajaí e entorno.

Em solenidade realizada no Parque Vila Germânica e prestigiada por autoridades civis e militares da região – entre elas o Comandante-Geral da Corporação, Coronel BM Onir Mocelin, o Secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinubing, o Secretário de Desenvolvimento Regional de Blumenau Cassio de Quadros e o Prefeito de Blumenau Napoleão Bernardes – foram entregues os certificados a 30 integrantes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) do Vale do Itajaí que foram treinados nas últimas semanas junto ao Batalhão de Operações Aéreas (BOA) da Corporação em Florianópolis para tripularem a aeronave.

noname

A exemplo do serviço oferecido há cinco anos com a aeronave Arcanjo 01 na Grande Florianópolis, graças à parceria com a Secretaria de Estado da Saúde por meio do SAMU será possível estender temporariamente ao Vale do Itajaí a prestação do serviço avançado especializado, beneficiando especialmente vítimas de acidentes e outros traumas graves, bem como emergências médicas.

“Só quem já foi socorrido ou teve alguém próximo atendido por meio de uma aeronave do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina sabe da importância da ativação dos serviços prestados através da aeronave Arcanjo 03 na região do Vale do Itajaí”, destacou o Coronel BM Onir Mocellin, ressaltando os mais de 3,6 mil atendimentos realizados pelo BOA em cinco anos de funcionamento.

Além do serviço aeromédico, a aeronave também está equipada para o emprego em ações típicas de bombeiro (busca, resgate e salvamento), transporte entre hospitais e de órgãos para transplante, ações de Defesa Civil e proteção ao meio-ambiente – todas atividades facilitadas pelos recursos preexistentes e a experiência da Corporação em missões desta natureza.

“Temos a certeza de que este equipamento será bem utilizado e não mediremos esforços para que o helicóptero continue na região”, disse o Secretário de Desenvolvimento Regional, Cassio de Quadros, classificando o serviço como de interesse de toda a população do o Vale do Itajaí. Estima-se que cerca de 1 milhão de pessoas sejam diretamente beneficiadas com a ativação da aeronave no Vale do Itajaí, atendendo desde o municípios do Alto Vale até a região Litorânea, como Balneário Camboriú.

“O serviço aeromédico especializado realizado em parceria pelo Corpo de Bombeiros Militar e o Serviço Móvel de Atendimento de Emergência, envolvendo as Secretarias de Estado da Segurança Pública e da Saúde, é um exemplo de prestação de serviços que o Estado pode oferecer em conjunto. É um exemplo de trabalho em favor da comunidade e com amplo respaldo junto à sociedade”, garantiu o Secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinubing.

ATIVAÇÃO DO SERVIÇO

A prestação do serviço será iniciada oficialmente na quarta-feira, 7 de outubro. Pelo menos até o término do mês o helicóptero ficará sediado em um heliponto montado no parque Ramiro Ruediger, próximo à Vila Germânica, de onde a aeronave partirá para a realização das missões na região.

TREINAMENTO

Em duas semanas de curso, realizado no complexo do Centro de Ensino Bombeiro Militar e do BOA em Florianópolis, a equipe de Saúde que irá atuar no Arcanjo 03 desenvolveu as habilidades necessárias para a realização do serviço na aeronave.

Os 16 enfermeiros e 14 médicos selecionados foram submetidos a treinamento de embarque e desembarque de aeronave a baixa altura, técnicas de rapel, sobrevivência na água, transposição de obstáculos, salvamento em ambientes rurais e suporte avançado à vida.
EXPERIÊNCIA OPERACIONAL NO VALE

A ativação temporária dos serviços do Batalhão de Operações Aéreas (BOA) com uma aeronave no Vale do Itajaí foi viabilizada com esforços conjuntos do CBMSC e da Secretaria de Estado da Saúde. Nos últimos dois meses a aeronave Arcanjo 01 (helicóptero da Corporação) esteve em manutenção programada e, para que o serviço não fosse interrompido, uma nova aeronave o substituiu – o Arcanjo 03.

Com o término antecipado da manutenção da aeronave institucional, criou-se o período de um mês no qual o CBMSC contará com dois helicópteros em condições de uso. A escolha do Vale do Itajaí para a oferta temporária do serviço especializado deu-se em razão de estudo cientifico realizado pela instituição apontar que o Vale do Itajaí apresenta a segunda maior demanda para os serviços aeromédicos no Estado e, ainda, previsões climáticas recentes indicarem a possibilidade de eventos adversos relacionados no período.

ATENDIMENTOS AERONAVES ARCANJOS 01, 02 E 03 – Período 20 de janeiro de 2010 a 30 de setembro de 2015

Ocorrências atendidas: 3786

Pessoas diretamente atendidas (socorridas ou resgatadas): 3306

Natureza das ocorrências

Acidente de trânsito: 810
Afogamento/arrastamento/acidente náutico: 230
Choque elétrico/anafilático/crise convulsiva: 195
Queda de nível/fratura/trauma: 545
Busca/resgate: 198
Incêndio vegetação/edificação: 91
Parto Emergencial: 27
Queimadura: 17
Emergência cardiovascular/respiratória: 572
Intoxicação/envenenamento/picada animal peçonhento: 69
Ferimento Arma de fogo/arma branca:71
Apoio à Defesa Civil/ Transporte Emergencial/ Prevenção/Patrulha/Apoio: 961

ACOMPANHE

Toda a mobilização das aeronaves do CBMSC é divulgada em tempo real nos perfis institucionais nas redes sociais, trazendo transparência ao serviço prestado à população.

Acompanhe e compartilhe a hashtag: #voopelavida

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta